Aníbal Pinto: "Chocou-me a facilidade com que inspetores da PJ mentem em tribunal"

Aníbal Pinto: "Chocou-me a facilidade com que inspetores da PJ mentem em tribunal"

Advogado, arguido no processo Football Leaks, garante que vai apresentar queixas-crime.

Arguido no julgamento do caso Football Leaks, o advogado Aníbal Pinto comentou, à saída da 47.ª sessão, os depoimentos de Hugo Monteiro e Aida Freitas, inspetores da Polícia Judiciária que em outubro de 2015 assistiram, à paisana, a um encontro numa área de serviço da autoestrada A5 que foi considerado como determinante no decorrer deste processo. Nesse episódio também estavam presentes, além de Aníbal Pinto, dois representantes da Doyen, empresa que, alegadamente, terá visto devassado o seu sistema informático por Rui Pinto.

Ficou esclarecido com os depoimentos dos inspetores da Polícia Judiciária?
Eu, mais do que esclarecido, fiquei chocado com a facilidade com que inspetores da Polícia Judiciária mentem em tribunal. Da minha parte, enquanto advogado e enquanto cidadão, irei levar este caso até às últimas consequências e irei apresentar queixas-crime. Aquilo que resultou é que, na última sessão, quem tinha elaborado, testemunhado e confirmado um RDE, que é um Relato de Diligência Interna, tinha sido um inspetor chamado Hugo Monteiro e uma inspetora chamada Aida Freitas. A inspetora Aida veio dizer que, afinal, quem tinha elaborado o RDE tinha sido o inspetor Amador. O tribunal achou aquilo chocante e, pelo que fiquei a conhecer hoje, já há um processo-crime contra a inspetora Aida. Feita a acareação, afinal quem fez o RDE foi o inspetor Amador, e eu não sei como é que o inspetor Hugo Monteiro confirma um RDE que ele não fez, que não consegue explicar e que leu em audiência e confirmou em audiência uma coisa que ele não fez, mas que assinou. Isto é demasiado grave para não ser punido em termos criminais e, da minha parte, irei para o Ministério Público.

Nega essas alegações que estão no relatório e que foi assinado por esses dois inspetores e por este terceiro inspetor?
Eu sempre disse que aquele RDE era falso. Tem lá situações imputadas que não são verdadeiras, aliás diz lá que eu falei num disco externo e eu em 2015 nem sabia o que era um disco externo. Discos só LP de música, isso era o que eu sabia.