União da Madeira fica excluído do Campeonato de Portugal por falhar segundo jogo seguido

União da Madeira fica excluído do Campeonato de Portugal por falhar segundo jogo seguido

Regulamento da FPF impõe, ainda, o impedimento de atuar na(s) próxima(s) temporada(s)

Pela segunda vez consecutiva, o União da Madeira, em grave crise financeira, voltou ter falta de comparência no Campeonato de Portugal, pelo que o regulamento federativo impõe que a equipa seja automaticamente afastada da competição e também impossibilitada de competir a nível nacional entre um a três anos.

"O clube que não compareça injustificadamente em 2 jogos oficiais consecutivos ou 3 interpolados é sancionado com impedimento de participação em competição entre 1 e 3 épocas desportivas e cumulativamente com multa entre 10 e 20 UC, verificando-se a reincidência por referência às competições organizadas pela FPF em que participe a equipa do clube que atua na competição em que foi cometida a primeira infração a que se refere o presente artigo", lê-se no código disciplinar da FPF.

No jogo que estava marcado para ontem, às 16 horas, no Funchal, ninguém ligado ao clube madeirense, cuja extinção foi deliberada pelo Tribunal Judicial da Comarca da Madeira, compareceu, confirmou, à "Antena 1", Fernando Pinto, diretor desportivo do adversário Pedras Salgadas."Não é surpresa, mas é frustrante", disse.

A primeira falta de comparência do União da Madeira ocorrera no passado dia 21 de Novembro, quando não se apresentou em campo para defrontar o Merelinense, jogo em atraso da quarta jornada da série A do Campeonato de Portugal.