Uma estreia de sonho como sénior: "Marcar aquele golo foi o auge da emoção"

Uma estreia de sonho como sénior: "Marcar aquele golo foi o auge da emoção"
Filipa Mesquita

Tópicos

Na época de estreia no Campeonato de Portugal, a equipa de Arouca começou de feição com uma vitória frente ao Valadares. Jota, que se estreou como sénior, foi o autor do tento.

João Pedro Silva, mais conhecido por Jota, foi o autor do golo que garantiu a vitória ao Alvarenga diante do Valadares (1-0), no ano de estreia no Campeonato de Portugal. O médio, que também pode jogar a extremo, entrou no decorrer da segunda parte e, dez minutos depois, fez o gosto ao pé. Um golo decisivo que aconteceu no primeiro jogo de Jota como sénior.

Um momento feliz, que até para o atleta, de 18 anos, foi inesperado. "Nem nos meus melhores sonhos imaginava que a minha estreia enquanto sénior fosse tão boa", partilhou o atleta, relembrando o momento do golo. "Já estava contente por me ter estreado no primeiro jogo do campeonato, mas conseguir marcar aquele golo... foi o auge da emoção. Nem sabia como festejar, estava mesmo na lua, a viver um sonho", contou.

A chegada à formação de Arouca aconteceu neste defeso, depois de alguns anos nos escalões de formação do Taboeira, emblema ao qual se mostrou agradecido. "Cada clube tem a sua importância, mas foi no Taboeira que me revelei, onde apostaram em mim. É um clube muito especial", elogiou o médio, falando ainda da adaptação à nova casa. "Somos uma equipa jovem e os meus colegas receberam-me muito bem. Passar para o futebol sénior é um bocadinho complicado, ainda me estou a adaptar, mas já me sinto em casa, mesmo estando aqui só há duas semanas". Relativamente aos objetivos para esta temporada, Jota não escondeu a ambição da equipa que, nos últimos anos, tem mostrado uma constante evolução. "Temos os nossos objetivos bem definidos. Somos uma equipa jovem, temos noção disso, mas sabemos que vamos entrar dentro de campo e não vamos facilitar nada", garantiu.

A estudar contabilidade na Universidade de Aveiro, o médio tem Messi como principal referência e é à procura dos grandes palcos que continua a trabalhar. "Tenho a ambição de chegar o mais longe possível. Quero jogar nos mais altos patamares. O meu ídolo é o Messi. Há uns tempos, via vídeos motivacionais dele. Inspira-me a forma como ele pensa no jogo e as fintas que faz. Mesmo não tendo características parecidas, faço muitas coisas inspirado nele, por vê-lo a jogar", concluiu Jota.