"Todas as equipas têm qualidade, mas gostava que fosse o Paredes e o Leça"

"Todas as equipas têm qualidade, mas gostava que fosse o Paredes e o Leça"

Marcos Júnior, reforço de inverno do Paredes, marcou o golo que derrotou o Länk Vilaverdense (1-0) e colocou a equipa em posição de subida

Marcos Júnior foi o herói na receção do Paredes ao Länk Vilaverdense (1-0), apontando o golo, que permitiu à equipa de Eurico Couto subir ao segundo lugar e ser a grande vencedora da jornada, uma vez que se verificaram empates nos restantes jogos deste grupo.

O extremo, chegado ao clube no mercado de janeiro, à semelhança do guarda-redes Danny (ex-Fafe), leva quatro golos e uma assistência em 14 jogos, assumindo que este último foi determinante para as contas da subida. "Foi importante porque temos o objetivo de ficar nos dois primeiros. Não éramos apontados como favoritos a subir, mas dentro do grupo sempre tivemos isso em mente. Agora, faltam dois jogos, duas finais [Marítimo B e S. Martinho], e as finais não se jogam, ganham-se", sublinhou Marcos, convicto de que tomou a decisão certa ao escolher o Paredes. "Na época passada estive no Leça, quando me fizeram a proposta procurei saber mais sobre o clube, falei com o Marcão [Barreirense], que já jogou aqui, vi que era um projeto ambicioso, fiquei agradado e aceitei", contou a O JOGO o brasileiro, que não teve o início de 2021/22 desejado. "Fiz a pré-época na Letónia [Lokomotiv Daugavpils], mas só estive lá dois meses. Não fiquei devido a questões burocráticas, depois fui para o Marcílio Dias [Brasil], mas também não estava muito satisfeito, por isso, resolvi dar outro rumo à carreira", explicou.

No Paredes, o jogador também destaca o trabalho de Eurico Couto. "Está aqui há muitas épocas e está a ter um papel fundamental a consolidar o clube. Aprendi muito com ele, entrámos nesta série sem ser favoritos, mas estamos a demonstrar que temos muito valor", sublinhou, referindo que os seus pontos fortes "são a explosão e o um contra um". Sobre os candidatos a subir, Marcos assume que "todas as equipas têm muita qualidade, mas gostava que fosse o Paredes e o Leça; já joguei lá e tenho um carinho especial".