Ovarense perde seis pontos na secretaria e reage: "Decisão inadmissível"

Ovarense perde seis pontos na secretaria e reage: "Decisão inadmissível"

Clube de Ovar recorreu para o Tribunal Arbitral do Desporto e aguarda decisão.

A Ovarense foi punida com a perda de seis pontos na Zona Norte do Campeonato SABSEG da AF Aveiro (AFA) devido, segundo aquele organismo, à alegada inscrição irregular do ex-treinador, Tiago Leite, nos jogos com Canedo e Paivense, referentes à primeira e segunda jornadas desta época.

O processo foi instaurado há alguns meses e foi agora conhecida a decisão do Conselho de Justiça da AFA. Através de comunicado, os vareiros reagiram, garantindo que o cartão de cidadão do então técnico alvinegro era válido, ao contrário do que alega o organismo que tutela o futebol aveirense. "Esta instituição centenária, uma das fundadoras da AFA, considera a decisão inadmissível, desrespeitosa e mal-intencionada", atira o clube alvinegro, que recorreu para o Tribunal Arbitral do Desporto e aguarda decisão: "A honestidade desta decisão é também ela questionável, existindo um recurso em apreciação no TAD que está ainda por ser decidido".

A AFA, por sua vez, garante que continuará "a prestar toda a colaboração àquele órgão jurisdicional [TAD] de forma a que o processo tenha uma decisão célere e em respeito pelas normas em vigor".

A Ovarense acrescenta que "em qualquer dos jogos estavam cumpridos todos os pressupostos para a presença do treinador Tiago Leite no banco de suplentes do ponto de vista formal, existindo anuência para que tal se consumasse por parte das equipas de arbitragem, como provam as fichas de jogo e a inserção manual por parte das mesmas".

No site da AFA, a tabela classificativa já surge atualizada e Canedo e Paivense somam mais três pontos cada, referentes aos duelos com os alvinegros. O clube de Ovar cai para o sexto posto da classificação, com 31 pontos, e o Paivense - que amealha os três pontos referentes ao encontro com a Ovarense - assume a liderança do campeonato, agora com 42 pontos, mais dois do que o União de Lamas, segundo classificado.

Leia o comunicado da Ovarense na íntegra: