Seis golos em dois jogos, quatro na última jornada: eis Marcelo Santos

Seis golos em dois jogos, quatro na última jornada: eis Marcelo Santos

Avançado do Fafe foi a figura na goleada por 7-0 aplicada ao Taipas

Marcelo Santos tem sete golos esta temporada. Até aqui nada de extraordinário, mas se lhe dissermos que seis foram concretizados nos últimos dois jogos, o caso muda de figura. Mais, depois de ter bisado no fim de semana passado, o ponta de lança brasileiro foi mais longe e apontou um póquer na goleada, por 7-0, frente ao Taipas. As oportunidades são para se aproveitarem, diz o canarinho que nem sequer tem sido titular indiscutível nos minhotos. "O Joel Silva tem jogado mais, mas tenho que aproveitar as chances que me dão. Foi o meu primeiro póquer da carreira e estou muito feliz".

Marcelo Santos define-se como um avançado que "segura bem a bola" mas que, acima de tudo, tem que "marcar golos" pois é disso que o "ponta de lança vive". Natural da quase impronunciável Ananindeua, do estado do Belém do Pará, Marcelo Santos passou pela formação dos reputados Cruzeiro e Corinthians e chegou a jogar com Bruno Viana, do Braga, nas escolas do emblema de Belo Horizonte. A subida é o sonho em Fafe. "O objetivo principal é esse. Temos quatro jogos pela frente e temos que estar totalmente focados na vitória", frisou.

Marcelo separou-se cedo da família, embora tudo tenha sido em prol de um sonho. "Fui em busca daquilo que quero que é ser jogador de futebol. Senti a falta da família, mas é o meu sonho..." Hoje, o dia foi diferente para o goleador. "As pessoas vieram falar comigo e deram-me os parabéns. Gosto de viver em Fafe. É uma cidade bem tranquila", contou. Avançado do Fafe foi a figura na goleada por 7-0 aplicada ao Taipas