Djalmir pronto para o regresso e em vias de ser reforço... aos 42 anos

Djalmir pronto para o regresso e em vias de ser reforço... aos 42 anos
Hélio Nascimento

Tópicos

Antigo avançado e grande referência do Olhanense está a treinar há quatro semanas sob as ordens de Ivo Soares.

Aos 42 anos, Djalmir está pronto para voltar aos relvados, um regresso que, a concretizar-se, podemos catalogar de momento ímpar, depois de em 2012/13 ter "pendurado" as chuteiras. O brasileiro vem treinando com a equipa do Olhanense e sente-se bem. "Vou na quarta semana de trabalho, ou seja, tenho quase uma pré-época nas pernas. Sinceramente, acho que posso corresponder fisicamente. E ainda tenho o cheirinho do golo", atira, bem-disposto e desejoso de poder voltar a ajudar o clube do coração, no qual atuou em 150 jogos e marcou 60 golos. "Se puder ser útil, contem comigo. Estou a fazer o que mais gosto, após uma paragem de cinco anos, e se calhar ainda com mais vontade, porque sei o que o Olhanense precisa."

Djalmir, de resto, nunca interrompeu a atividade física. Tirou o curso de Desporto e praticou futevólei, participando em vários torneios, mantendo-se sempre muito ativo. Regressou a Olhão há alguns meses, anunciou uma pré-candidatura à presidência do clube, como O JOGO noticiou, e agora diz que ainda tem "muita poesia para escrever com os pés". Tudo começou com um convite do Almancilense, que o antigo goleador teve de recusar, porque quando Luís Torres - responsável pela SAD dos rubros-negros - soube da ideia, "obrigou-o" a pisar de novo o José Arcanjo. "Se é para jogares, é aqui que vais fazê-lo." Djalmir, reconhecendo o "caso de amor" que tem com o Olhanense, não podia dizer que não. A última palavra, contudo, pertence ao treinador Ivo Soares, que dirige a equipa no Campeonato de Portugal.

A ideia de se candidatar à presidência, entretanto, continua de pé. "Uma coisa não invalida a outra. No próximo ano, há eleições e quem concorrer que seja com a ideia de agregar as pessoas e deixar as guerras de fora", sustenta.