"Falei com o Ricardo para lhe dar força e explicar-lhe como é a doença"

"Falei com o Ricardo para lhe dar força e explicar-lhe como é a doença"

Foi em 2017 que a Paulo Grilo diagnosticaram um problema oncológico. Ontem, deu força a Ricardo, guarda-redes do Chaves a atravessar situação idêntica.

Paulo Grilo vinha de uma das melhores épocas da carreira, então ao serviço do Freamunde, quando no verão de 2017 assinou pelo Santa Clara, clube que se estruturara para subir à I Liga. No entanto, o mundo do médio desabou quando lhe foi diagnosticado um problema oncológico. Paulo Grilo esteve parado sete meses e não gosta muito de falar sobre a situação. Certo é que o criativo venceu a batalha da vida e regressou aos relvados ainda em fevereiro dessa época, tendo terminado a mesma com cinco jogos disputados. Já falou com Ricardo, guarda-redes do Chaves, para dar força ao guardião a quem foi detetada uma situação semelhante. "Falei com ele para lhe dar força e explicar-lhe como é a doença", elucidou Grilo, contando ter sido um "choque grande" saber que era doente oncológico, mas que hoje não pensa nisso.

O centrocampista, de 28 anos, acabou por sair do Santa Clara no final de 2017/18 e não surgiram convites de II Liga. "Só tive propostas do Lourosa e do Merelinense. Optei por vir para o Lourosa, pois este é um bom projeto e estou perto de casa", explicou. Apesar de ter descido um patamar competitivo, Grilo sente-se bem no emblema do Campeonato de Portugal, tanto é que já vai para a segunda época de leão ao peito. "Este é um clube que cumpre tudo o que promete e essa foi uma das razões que me levaram a ficar", justificou.

Os lusitanistas lutaram pela subida na pretérita temporada, mas foram eliminados nos quartos de final do play-off de subida. O objetivo mantém-se em 2019/20. "Esse é o sonho do presidente e não vai descansar enquanto não o conseguir. Primeiro temos de passar ao play-off, e depois, claro, vamos tentar a subida", prometeu Paulo Grilo que deu a vitória ao Lourosa no fim de semana passado frente ao Pedras Rubras... e com um grande golo. "Quando recebi a bola, ela saltou e apanhei-a bem. Fui feliz com a irregularidade do relvado", graceja.