Fabril aprova regresso à designação CUF, mas adia decisão final sobre novo nome

Fabril aprova regresso à designação CUF, mas adia decisão final sobre novo nome
Redação com Lusa

Tópicos

Próxima assembleia geral será realizada ainda neste mês.

Os sócios do Fabril aprovaram o regresso à designação de CUF, mas adiaram para uma futura assembleia geral, a realizar ainda este mês, a decisão final sobre o novo nome do clube do Barreiro.

A assembleia geral (AG) do clube, que teve início no sábado e terminou já no início da madrugada deste domingo, aprovou a alteração da data de fundação para março de 1928, confirmou o presidente à agência Lusa, mas uma nova proposta surgida na reunião provocou o adiamento da decisão relativa ao novo nome do clube.

"A mudança de nome ficou aprovada, mas vai ser sujeita a outra AG. Há duas propostas de nome e os sócios vão amadurecer as ideias. Voltaremos a reunir dentro de poucas semanas", explicou Faustino Mestre.

Os sócios do Fabril, clube que deriva do antigo Grupo Desportivo da CUF, vão decidir a nova designação "entre Clube União Fabril", o nome inicialmente proposto pela direção, "e Clube União de Futebol".

O impasse, segundo Faustino Mestre, tem a ver com o facto de "alguns sócios quererem cortar de uma vez por todas a ligação com os Mello", família detentora do Grupo José de Mello e descendente de Alfredo da Silva, fundador da Companhia União Fabril, em 1898, e do Grupo Desportivo da CUF, algumas décadas depois.

O presidente do clube do Lavradio disse "entender" a posição desse conjunto de associados e frisou que "os sócios é que mandam e decidem", mas revelou-se convicto da aprovação do nome de Clube União Fabril.

"O clube nunca foi nem nunca há de ser só futebol. É um clube eclético, com títulos de campeão nacional em cerca de 10 modalidades, incluindo na I divisão de hóquei em patins", lembrou o dirigente.

O Fabril, que tem origem no antigo Grupo Desportivo da CUF e foi também designado por Quimigal, entre 1977 e 2000, voltará, assim, a ser conhecido pelo nome com que se notabilizou no panorama desportivo português antes da revolução de 25 de abril de 1974.

A nova designação resultará, no entanto, da leitura das iniciais da designação que os sócios vierem a escolher e não da abreviatura popular do antigo nome do Grupo Desportivo da CUF.

A mudança de nome deverá acontecer apesar da oposição do Grupo José de Mello, que enviou "uma carta" em nome "da CUF Saúde" a informar que "não autorizam a mudança de nome", revelou Faustino Mestre durante a última semana.

O Grupo Desportivo da CUF alcançou notoriedade desportiva nas décadas que se seguiram à sua fundação.

Entre outras conquistas, em 1939, o ciclista Joaquim Fernandes venceu a Volta a Portugal em bicicleta com a camisola da CUF, que se sagrou ainda campeã nacional de hóquei em patins em 1964/65.

A CUF foi um dos vencedores da Taça Intertoto, em 1974, uma competição europeia de futebol, modalidade onde registou 23 presenças no primeiro escalão competitivo português.

Atualmente, o clube do Lavradio milita na 1.ª divisão distrital da AF Setúbal, campeonato que lidera a cinco jornadas do final.