É líder no Campeonato de Portugal e afirma: "Temos como lema que o dinheiro não ganha jogos"

É líder no Campeonato de Portugal e afirma: "Temos como lema que o dinheiro não ganha jogos"
André Bastos

Tópicos

Aos 32 anos, Tiago Margarido colocou o Canelas na primeira posição da Série D do Campeonato de Portugal e promete o mesmo empenho para consolidar a sua campanha, na vista deste domingo, ao terreno do segundo classificado: o Anadia.

O Canelas, líder isolado da Série D do Campeonato de Portugal, visita, este domingo, o terreno do segundo classificado, o Anadia, num dos jogos mais esperados da época.

Tiago Margarido, treinador da formação gaiense, mantém para este embate o discurso com que entrou no balneário para o primeiro treino da época: "O pilar base da nossa identidade baseia-se no empenho, raça e determinação na disputa de cada lance como se fosse o último das nossas vidas."

Com 11 vitórias em 16 jogos, o Canelas tem ainda o segundo melhor ataque da prova, com 24 golos marcados, e a melhor defesa, a par do Anadia, com apenas oito tentos sofridos.

"Temos como lema que o dinheiro não ganha jogos, mas sim o rigor na preparação e a entrega durante os 90 minutos. A época está a correr bem acima das expectativas iniciais. Numa série composta por equipas com orçamentos altíssimos, em comparação com o nosso, e alguns históricos do nosso futebol, poucos acreditavam nesta liderança", revelou o treinador, desvendo um pouco o sucesso para esta campanha.

"Abordamos todos os jogos com a consciência de que o grau de dificuldade é altíssimo. Resumidamente, a liderança é fruto de muito trabalho, rigor, seriedade e profissionalismo por parte de toda a estrutura", defende.

Com apenas 32 anos, Tiago Margarido pretende deixar a sua marca pelos bons resultados, mas também pela forma como a sua equipa se apresenta em campo:

"A nossa grande preocupação, enquanto equipa técnica, foi adaptar-nos ao contexto em que íamos trabalhar: clube, jogadores, divisão e modelo competitivo. Procurámos criar uma forma de jogar consoante os jogadores que dispúnhamos no plantel de forma a potenciar ao máximo as capacidades de cada um. Esta preocupação também visou a implementação de um estilo de jogo adaptado à divisão em que íamos competir, mantendo os ideais e a mística do clube. O nosso modelo de jogo foi concebido para uma abordagem híbrida aos jogos, pois somos uma equipa que procura um jogo curto e apoiado para chegar de forma ligada às zonas de finalização, mas também o fazemos com qualidade quando obrigados pelo adversário a optar por um estilo de jogo mais direto."