Campeonato de Portugal: Paredes critica postura da equipa de arbitragem

Campeonato de Portugal: Paredes critica postura da equipa de arbitragem

Em causa, o jogo em casa do Lank Vilaverdense

Em causa, está a deslocação da equipa de Eurico Couto, a casa do Lank Vilaverdense, que culminou na derrota (2-1). O clube não gostou da forma como o jogo foi conduzido pelo árbitro Daniel Cardoso e emitiu um comunicado a explicar o sucedido.

O Paredes até esteve a vencer, no reduto do Lank Vilverdense, mas depois permitiu a reviravolta no marcador, num jogo envolto em polémica e muito contestado por parte da equipa de Eurico Couto. Sabe O JOGO, que o Paredes se queixa de duas grandes penalidades e da forma como a partida foi conduzida pelo árbitro Daniel Cardoso, emitindo um comunicado a lamentar o sucedido.

"Ontem, na cidade de Braga, cumpriu-se a partida da 3ª jornada da fase final do CdP Zona Norte entre Lank Vilavredense e União Sport Clube de Paredes. Perante as circunstâncias do jogo, o União Sport Clube de Paredes não pode deixar de manifestar profundo desagrado pelos factos ocorridos no desenrolar do mesmo, que foram possíveis de ser visualizados por todos aqueles que apoiam o União Sport Clube de Paredes e, também, por todos aqueles que gostam desta modalidade", refere o comunicado

"O União Sport Clube de Paredes irá, junto das instâncias responsáveis, fazer valer o seu direito de defesa por forma a tentar minorar os danos causados à nossa equipa de futebol. Representamos e dignificamos quem somos e de onde viemos. Exigimos, portanto, respeito e iremos sempre pugnar para que assim se cumpra".