Adeus ao futebol profissional

Clube deixou expirar o prazo de cinco dias para contestar exclusão.

O Leiria deixou expirar o prazo para contestar a exclusão dos escalões profissionais e tem a queda ao futebol não profissional como destino, isto se continuar a competir.

O clube atravessa uma grave crise financeira e, recorde-se, não entregou todos os documentos necessários para a inscrição na Liga. O prazo de cinco dias para refutar a exclusão foi ultrapassado e agora a direção presidida por Mário Figueiredo vai reunir para deliberar sobre a situação. Com este cenário, o Covilhã, 15º classificado da Liga Orangina, será o grande beneficiado, permanecendo no segundo escalão profissional.

Para dia 14 está marcada uma assembleia-geral da SAD leiriense para discutir o futuro do clube. Começar do zero, no futebol distrital, é uma das possibilidades.