"Vamos tristes, não posso acusar os meus jogadores de nada"

"Vamos tristes, não posso acusar os meus jogadores de nada"
Redação com Lusa

Declarações após a final da Liga 3, disputada este sábado no Estádio Nacional, em Oeiras, entre Torreense e Oliveirense, que terminou com a vitória da formação da Torres Vedras por 5-3, no desempate através de penáltis, depois do empate 1-1 no tempo regulamentar e no prolongamento.

Fábio Pereira, treinador da Oliveirense

"O que conseguimos aqui hoje é o resultado do nosso trabalho. Vamos tristes, porque achamos que merecíamos mais um bocadinho de sorte, mas não fomos eficazes nos penáltis. Pecámos no último terço, mas fomos mais perigosos ao longo do jogo e podíamos ter definido melhor. Perdemos algumas possibilidades de matar o jogo e acabamos por ir para penáltis. Mesmo no prolongamento fomos sempre a equipa mais perigosa, nem sempre esclarecidos, mas sempre com o pensamento na vitória.

Temos de dar os parabéns ao Torreense, que foi mais forte nos penáltis e acabou por merecer esta conquista. Estou muito orgulhoso dos nossos jogadores, equipa técnica e dos adeptos, que certamente estão orgulhosos do que conseguimos.

As finais são para ganhar. Esta não foi um grande jogo, apesar da emoção. Fizemos tudo para vencer, não posso acusar os meus jogadores de nada, mostraram o porquê de termos chegado aqui e não desistiram em qualquer momento. A mentalidade que criamos é de tal forma vencedora que no balneário o sentimento é como se tivéssemos descido de divisão, quando na verdade subimos.

A Liga 3 teve uma organização muito boa, a federação está de parabéns, um grande crescimento em relação ao que tínhamos e os clubes lutaram também muito para lhe dar prestígio."

João Paredes, jogador

"É duro não ganhar, mas ambas equipas queriam o troféu e temos de dar os parabéns ao Torreense. Temos também de dar os parabéns à Liga 3, que foi um excelente campeonato e estamos todos de parabéns. Hoje só tenho pena de não levar o caneco e a medalha de campeão para casa."