Oliveirense: ambição e o sonho de ganhar a Liga 3 após revolução

Oliveirense: ambição e o sonho de ganhar a Liga 3 após revolução
Ana Catelas

Fábio Pereira, o treinador, afirma que o objetivo passa por conquistar três pontos, jogo após jogo, mas de olho na subida.

Depois da descida no final da última temporada à Liga 3, a Oliveirense preparou uma revolução no seu plantel, mantendo apenas sete jogadores da época transata e contratando reforços que têm o "aval" do novo treinador, Fábio Pereira, 42 anos, ex-Oleiros.

O técnico, que soma perto de uma centena de jogos no Campeonato de Portugal, confessa ser "ambicioso", garante não gostar "de perder nem a feijões" e promete uma Oliveirense a praticar um "futebol ofensivo". Mas, quando se toca nos objetivos da equipa, Fábio Pereira prefere jogar à defesa. "Vamos jogo a jogo. O nosso objetivo é conquistar os três pontos em Braga", defendeu, referindo-se ao primeiro desafio do campeonato.

Contudo, Fábio Pereira não esconde que o seu "sonho" passa por ser campeão nacional e conquistar a primeira edição da Liga 3 ao serviço da Oliveirense. "Se depender de mim, vou fazer tudo o que estiver ao meu alcance para, domingo a domingo, somar os três pontos", prometeu o treinador, natural da Madeira.
Antevendo uma época "longa" e "desgastante", Fábio Pereira conta ainda com a chegada de "quatro ou cinco reforços" para fechar o plantel. Em relação aos que já estão na equipa, o técnico não tem dúvidas de que são "bons homens, que vão dar a vida pelo clube e defender a camisola todos os jogos".

As condições de trabalho na Oliveirense também não passaram despercebidas ao novo técnico, que as considera "muito boas", destacando o "ótimo" estádio e o relvado "muito bom".

Fábio Pereira acredita que a Liga 3 vai devolver ao futebol algumas características que considera andarem arredadas do desporto, nomeadamente o "bairrismo, o amor ao clube da nossa terra".

O facto de subirem de divisão duas equipas num universo de 24 torna esta competição "mais apetecível" para um treinador. "A nata do Campeonato de Portugal vai estar aqui e a Oliveirense tem habituado as pessoas a participar nos campeonatos profissionais. Há também o Cova da Piedade, bem como algumas equipas B, e isso torna este campeonato muito competitivo e apetecível. É um aliciante para qualquer treinador e qualquer jogador", defende.

O madeirense reconhece que o regresso do público aos estádios é um "aliciante" extra. O técnico espera ter a bancada "sempre repleta" e defende que a equipa tem trabalhado também para "ter o apoio dos adeptos" jogo após jogo. O técnico promete estar atento ao trabalho da equipa de juniores, que vai militar na 1.ª Divisão Nacional, e garante não ter problemas em apostar na "prata da casa" desde que os jovens "façam por merecer."

Plantel 2021/22
GUARDA-REDES

Kadu (ex-SC Espinho)
Nuno Silva (ex-Praiense)
Rui Dabó

DEFESAS
Tiago Duque (ex-Praiense)
Simão Fernandes (ex-Anadia FC)
João Serrão (ex-V. Setúbal)
Filipe Maio (ex-C. Piedade)
Vasco Gadelho (ex-ARC Oleiros)
Gonçalo Pimenta (ex-Pedras Rubras)

MÉDIOS
Diogo Andrezo (Ex-SC Espinho)
Pedro Graça (ex-ARC Oleiros)
Felipe Alves
Ono
Lamine
Luisinho
Filipe Carvalho (Formação do Clube)

AVANÇADOS
João Paredes (ex-UD Leiria)
Luizinho (ex-Ayia Napa, Chipre)
António Gomes
Obi
Jaiminho (ex-Rio Ave)
Nuno Martelo (Formação do clube)
João Marcelo (Formação do clube)