Título de juniores decidido hoje: eis as contas de Benfica e FC Porto

.

 foto José Carmo / Global Imagens

Apesar da igualdade pontual entre Benfica e FC Porto, águias têm ligeira vantagem. Na última jornada, os lisboetas recebem o Braga e os dragões defrontam o Estoril (17 horas, Porto Canal). Diferença de golos pode determinar o vencedor.

De hoje não passa: Benfica ou FC Porto, um deles será coroado o primeiro campeão nacional de juniores A desde 2019. Após duas épocas sem determinar um vencedor na categoria, por força das limitações decorrentes da pandemia de covid-19, dificilmente o cardápio para o dia da decisão poderia ser mais apetitoso.

As águias, que defrontam o Braga, e os dragões, que recebem o Estoril, chegam à última jornada com 30 pontos cada, o que significa que quem fizer um resultado melhor do que o rival terá direito a levantar a taça. No entanto, em caso de vitória dos dois candidatos, será necessário recorrer à terceira alínea dos critérios de desempate: o da diferença de golos. Mas vamos por partes.

Na primeira ronda da fase de apuramento de campeão, o Benfica bateu o FC Porto, no Seixal, por 1-0. No arranque da segunda volta, os azuis e brancos devolveram a gentileza, vencendo no Olival por 3-2. Ora, como se registou uma vitória para cada lado e um empate em termos de golos, torna-se necessário ir mais além. E é aí que entra o parâmetro da diferença entre golos marcados e sofridos.

O Benfica leva vantagem neste capítulo - 18 contra 14 do FC Porto - pelo que, vencendo o Braga, só não se sagrará campeão de juniores se os dragões conseguirem anular essa desvantagem na diferença de golos frente ao Estoril, o que implicaria marcar mais cinco do que aqueles que as águias anotarem ante os minhotos. Se, após os 90 minutos, houver igualdade nesse parâmetro, será necessário olhar apenas ao número total de remates certeiros nesta fase da prova. Aí, o ascendente volta a ser benfiquista: os encarnados faturaram 34 vezes, contra 23 dos portistas.

De resto, o Benfica procura replicar o feito do FC Porto em 2018/19, quando juntou o título nacional de juniores ao da Youth League, então sob a orientação de Mário Silva e com uma geração que contava com nomes sonantes, como Diogo Costa, Vitinha e Fábio Vieira, entre outros. Em abril último, foram os jovens formados no Seixal a levantar o troféu europeu, após uma goleada (6-0) sobre os austríacos do Salzburgo, em Nyon. Os dragões terão como missão impedir o feito.

No que toca à restante tabela classificativa da série de apuramento de campeão, importa referir que o Braga ainda pode chegar ao terceiro posto, detido pelo Sporting, tendo para isso que bater o Benfica e esperar por um desaire leonino, ante o Alverca.