Evangelista: "Subir? Vamos é tentar melhorar a última época"

Evangelista: "Subir? Vamos é tentar melhorar a última época"

Armando Evangelista traça como objetivo para a próxima temporada "fazer melhor que o nono lugar obtido na última época"

Armando Evangelista foi apresentado, esta sexta-feira, como novo técnico do Varzim, que milita na II Liga, traçando como objetivo para a próxima temporada "fazer melhor que o nono lugar obtido na última época".

O técnico, de 42 anos, que se notabilizou ao serviço do Vitória de Guimarães B, antes de uma passagem fugaz pela equipa principal dos vimaranenses, evitou falar diretamente na subida de divisão como uma das metas a atingir.

"O Varzim é um clube ambicioso, que quer fazer sempre melhor e é isso que vamos procurar, tentando fazer melhor do que no ano anterior. Numa instituição como esta, só se pode abraçar um projeto pensando em ganhar muitas vezes", disse o novo treinador dos poveiros.

O treinador confessou que uma das apostas do clube continuará a ser a aposta na formação, lembrando a sua experiência nesses escalões ao serviço do Vitória de Guimarães.

"Foi-me pedido para que olhe para o futebol do Varzim tendo a equipa principal como pilar mestre da estrutura, fazendo-se apoiar no que é a equipa e a formação do clube", Armando Evangelista, que trouxe como adjuntos Rui Gonçalves e Vítor Machado, aos quais se juntam os técnicos da 'casa' Miguel Moreira, Vitoriano Ramos e Henrique Castro.

Pedro Faria, presidente do Varzim, considerou que "Armando Evangelista tem o perfil que o clube procurava", não considerando que o facto de o contrato do técnico ser apenas por uma época, seja um entrave a "um projeto ambicioso".

"Vamos apostar dentro da dentro da realidade do clube, que continua a viver com dificuldades no dia à dia para recuperar as contas do passado, e temos de aproveitar todas as oportunidades para fazer uma equipa competitiva", vincou o dirigente.

O presidente do Varzim confirmou a continuidade de na equipa de Paulo Vítor, Marinho, Sandro, Pedro Santos, Nélson Agra, Nelsinho e Sérgio Organista, que têm contrato com o clube, e a integração na equipa principal do avançado norte-americano Keaton Parks, que transita dos juniores.

Quanto a saídas, o líder do emblema poveiro confirmou a venda dos atletas Pedro Sá e Wilson Manafá, embora desconhecendo qual será o destino final dos jogadores.

"Foram vendidos a um grupo de investidores que também são donos do Portimonense e já não fazem parte do Varzim, provavelmente vão rumar a esse clube", afirmou.