"Dá prazer ver jogar o Rio Ave"

Rui Quinta defende que só com "rigor e ordem" é possível ultrapassar um adversário "com excelentes executantes"

Rui Quinta admite que o Rio Ave, que defronta esta segunda-feira à noite, em Vila do Conde, é um adversário muito complicado, como ficou provado em Bucareste, com o Steaua, onde fez uma boa exibição. O treinador do Penafiel mostra, no entanto, otimismo, para atingir a meta desejada.

"Na quinta-feira, o Rio Ave fez um jogo extraordinário. Por acaso, mesmo antes de vir para o Penafiel ia ver os jogos do Rio Ave porque é uma equipa que dá prazer ver jogar; joga com espírito positivo, com os olhos na baliza do adversário, excelentes executantes e que está muito bem orientada. O Pedro [Martins] tem feito um trabalho muito bom", considerou, apontando a fórmula para tentar ultrapassar a equipa de Vila do Conde.

"É um estímulo fantástico defrontar um adversário destes e é evidente que sem rigor e sem ordem as coisas estarão mais complicadas de alcançar. Vamos fazer o nosso jogo, com a nossa ideia, a nossa filosofia e a nossa realidade, jogando obviamente para somar três pontos", completou Rui Quinta.