Wender diz que o Covilhã "vendeu um sonho" aos adeptos

Wender diz que o Covilhã "vendeu um sonho" aos adeptos
Redação

Tópicos

Treinador foi afastado do comando técnico do Sporting da Covilhã

Wender, que esta terça-feira deixou o comando técnico do Covilhã, disse ter condições para continuar no emblema da Liga Portugal SABSEG e que o desempenho no início da época "vendeu um sonho a mais" aos adeptos.

O treinador brasileiro está convencido que foram os resultados a ditarem a sua saída, mostrou-se surpreendido com a rescisão e frisou que "gostava de continuar" pelo grupo de trabalho, que "abraçou uma ideia de jogo, uma filosofia de jogar para a frente".

Wender Said, treinador dos serranos desde o início da temporada, sublinhou ter encontrado uma "equipa em construção", com poucas soluções, mas que conseguiu ser superior "a adversários com muito poder financeiro" e "isso não se notava em campo, "fruto de um trabalho, de os jogadores acreditarem, de uma equipa mais coletiva do que individual".

"Com união, entrega, fomos ultrapassando os adversários, fomos acreditando e, naturalmente, por esse processo de treino, vendemos um sonho a mais às pessoas. As pessoas começaram a acreditar que era possível. E é. Hoje em dia já temos um grupo mais capacitado", disse hoje Wender, em declarações à agência Lusa.

O técnico considerou que a equipa, que não vence para o campeonato há seis jogos, tem criado oportunidades, "é aguerrida" e tem "implementado um processo".

A diferença para o promissor início de temporada tem sido "a sorte, a diferença entre a bola bater no poste e sair ou bater e entrar", perspetiva que considera "redutora", embora tenha referido que "são as pessoas que têm de julgar".

"Tinha totais condições para continuar. Nem isso [rescisão] passou pela minha cabeça. Ainda mais pela forma como este grupo trabalhou nas nossas mãos", analisou Wender Said, em declarações à Lusa. "Tenho consciência de que daria para continuar e fazer grandes coisas. Não estava a contar", acrescentou.

O Sporting da Covilhã está na fase de grupos da Taça da Liga, mas no domingo a equipa do segundo escalão do futebol nacional foi afastada da Taça de Portugal, nas grandes penalidades (7-6), pelo Serpa, do Campeonato de Portugal.

Wender Said, de 46 anos, deixa os serranos no 11.º lugar da classificação na Liga Portugal SABSEG, com oito pontos.

"Neste momento, encontramo-nos bem na tabela, a olhar para cima, a quatro pontos do terceiro colocado, com muitas perspetivas de vitória nos últimos jogos, apesar de as vitórias não estarem a acontecer. É uma equipa com processo, com uma ideia muito vincada", enfatizou o treinador.

Os "leões da serra" e Wender rescindiram hoje, por mútuo acordo, o vínculo que ligava ambas as partes, e o técnico afiançou ter sido "fácil chegar a acordo".

"O presidente é um homem que está no futebol há muitos anos, que tem a sua convicção, que tem a sua ideia", disse.

Da equipa técnica, apenas o treinador de guarda-redes, Luciano Vítor, que hoje orientou o treino, vai permanecer no clube serrano.