Vizela vence Oliveirense no regresso à II Liga

Vizela vence Oliveirense no regresso à II Liga
Redação

Tópicos

Reviravolta no marcador dá triunfo aos minhotos na primeira ronda.

O Vizela venceu este sábado a Oliveirense por 2-1, em casa emprestada, em Paços de Ferreira, coroando da melhor maneira o seu regresso à II Liga através de uma reviravolta no marcador.

Jorge Teixeira fez o primeiro para a Oliveirense (02 minutos), mas Diogo Ribeiro (24) e Cassiano (87), de penálti, consumaram a reviravolta.

A equipa minhota até começou a partida a perder, com Jorge Teixeira a aproveitar uma desatenção da defesa, após um passe em profundidade, e a fazer o 1-0 para a equipa de Oliveira de Azeméis.

A jogar em casa emprestada por motivo de obras no seu recinto, o Vizela, que este ano de regresso à II Liga, empatou aos 24 minutos, com Diogo Ribeiro a não perdoar diante do guardião contrário.

Na segunda parte, o Vizela foi melhor e, logo aos 47 minutos, André Soares serviu Diogo Ribeiro, mas o avançado concluiu mal.

Depois de um livre direto de Ricardo Tavares que obrigou Ivo a defesa atenta (57), só "deu' mesmo Vizela.

Após um erro de Raniel, Cassiano podia ter marcado na primeira vez que tocou na bola, depois de entrar para substituir Diogo Ribeiro pouco antes (72).

Seis minutos depois, Francis Cann teve no pé esquerdo o segundo do Vizela, mas em excelente posição, também permitiu a defesa do guarda-redes oliveirense.

Aos 85 minutos, Raniel derrubou Cassiano na área e, na conversão da grande penalidade, o avançado brasileiro ex-Boavista não perdoou e fez o 2-1 final.

A Oliveirense quase empatou em período de descontos (90+2), após um canto, no que seria um autogolo do Vizela - a bola saiu a rasar o poste esquerdo da baliza defendida por Ivo.

Jogo no Estádio Capital do Móvel, em Paços de Ferreira.

Vizela - Oliveirense, 2-1.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

0-1, Jorge Teixeira, 02 minutos.

1-1, Diogo Ribeiro, 24.

2-1, Cassiano, 87 (grande penalidade).

- Vizela: Ivo, Koffi Kouao, Aidara, Matheus, Richard Ofori, Marcos Paulo, Samu (Ericson, 71), Zeg, André Soares (Tavinho, 64), João Pais (Francis Cann, 65) e Diogo Ribeiro (Cassiano, 71).

(Suplentes: Pedro Silva, Tavinho, Cassiano, Cardoso, Marcelo, Ericson, Kiki, Didi e Francis Cann).

Treinador: Álvaro Pacheco.

- Oliveirense: Coelho, Leandro (Bortoluzo, 88), Machado, Raniel, Ricardo Tavares, Filipe Gonçalves, Oliveira (Sele Davou, 77), Mojo (Luisinho, 15, Ono, 88), Thalis Henrique, Lima (António Gomes, 88) e Jorge Teixeira.

(Suplentes: Rui Dabó, Kadri, Luisinho, Bortoluzo, Sele Davou, Pedro, António Gomes e Ono).

Treinador: Pedro Miguel.

Árbitra: Dinis Gorjão (Setúbal).

Ação disciplinar: cartão amarelo Oliveira (52), Aidara (56), Thalis Henrique (58), Raniel (85).

Assistência: Jogo disputado à porta fechada, devido à pandemia de covid-19.