Treinador do Estoril lembra: "Houve muita gente que me disse que não ia conseguir"

Treinador do Estoril lembra: "Houve muita gente que me disse que não ia conseguir"
Redação com Lusa

Tópicos

Bruno Pinheiro comentou a subida de divisão da equipa, que na próxima está de volta ao convívio dos grandes.

O treinador do Estoril, Bruno Pinheiro manifestou a alegria pela subida do clube à Liga NOS e a ambição de conquistar o título do segundo escalão. Quanto ao futuro como técnico, não evidenciou certezas.

"Sempre tivemos como filosofia que o que fazia a diferença era a qualidade do trabalho e a humildade. Fomos fazendo, fomos ganhando confiança e a subida é mais do que merecida. É uma época muito boa. Vamos jogar para ser campeões, porque os próximos três pontos dão-nos isso. Para ser uma época excelente, gostaríamos de ser campeões", afirmou o treinador aos jornalistas.

Em declarações prestadas na conferência de imprensa após a festa no relvado e com algumas dezenas de adeptos presentes nas imediações do Estádio António Coimbra da Mota, na Amoreira, Bruno Pinheiro - que fez esta época a sua estreia ao comando de uma equipa profissional - assumiu ter ainda "muito para aprender" e que tem pela frente "um percurso enorme para ser o treinador de referência que gostaria de ser".

"Houve muita gente que me disse que não ia conseguir com esta forma de jogar, mas chegámos à conclusão de que valoriza o clube e, sobretudo, valoriza os atletas. É preciso muita coragem. Ouvi muitas críticas, porque é uma forma de jogar que exige muita compreensão pelo jogo", explicou.

Questionado sobre o futuro que espera o Estoril na I Liga, e a sua eventual continuidade à frente da equipa, Bruno Pinheiro preferiu centrar as atenções no presente. "Para já, faz sentido acabar a época. Se tiver de ser, é. O facto de subirmos de divisão não dá o direito de pensar que sou o treinador do Estoril por si só, mas acho que tudo se vai encaminhar. O que ficou falado com a Direção foi "primeiro, quero acabar isto". E quero muito ser campeão", resumiu.