"O empregado disse que eu era corajoso por almoçar na Póvoa em semana de dérbi"

"O empregado disse que eu era corajoso por almoçar na Póvoa em semana de dérbi"
André Veloso Gomes

Tópicos

A realizar a "melhor época" da carreira, assumindo um papel determinante nos vila-condenses, com dois golos e oito assistências, o médio Guga garante "responsabilidade" na luta pela subida.

Figura do Rio Ave 2021/2022, o médio Guga perspetivou o dérbi com o Varzim, assumindo que "não estava muito a par" da rivalidade entre os dois clubes até ingressar no emblema da caravela. "É um jogo que vale três pontos, como os outros, mas sabemos que tem um sentimento extra para os adeptos. Quando cheguei ao Rio Ave comecei a aperceber-me da rivalidade, e senti isso quando jogámos com eles", confessou o centrocampista, revelando uma história curiosa com um adepto rival, esta semana, quando foi almoçar à Póvoa de Varzim. "O empregado do restaurante abordou-me e disse-me que eu era corajoso por almoçar na Póvoa em semana de dérbi. Essa rivalidade dá-nos mais motivação para ganhar", garantiu, defendendo que "a atitude competitiva e a mentalidade para vencer" poderão fazer a diferença.

O favoritismo na Liga SABSEG que tem sido atribuído ao Rio Ave pelos adversários não é prejudicial, segundo Guga, até porque, lembra, o clube "assumiu que o único caminho é a subida de divisão", mas os jogadores sentem que "as equipas têm uma motivação extra" quando jogam contra os vila-condenses. "Todos nos querem vencer. Temos de encarar isso com grande responsabilidade, porque queremos ganhar todos os jogos.Os adversários jogam num bloco mais baixo e isso dificulta, mas estamos a dar uma boa resposta", vincou o médio, que foi eleito pelos treinadores, numa votação de OJOGO, para o onze ideal do campeonato na primeira fase do que tem sido a sua "melhor época", na qual somou oito assistências e dois golos em 24 jogos. "Apesar da descida de divisão, comprometi-me no início de época e quero dar continuidade para ajudar o Rio Ave a subir. Tivemos um início muito forte, as equipas começaram depois a conhecer-nos melhor e a jogar num bloco baixo, mas encontrámos uma maneira de resolver isso e estamos outra vez num bom momento", disse Guga, confiante depois de três vitórias seguidas, frente a Casa Pia, Académica e Farense.