Liga explica não realização do Feirense-Chaves: informação oficial chegou às 20h24

Liga explica não realização do Feirense-Chaves: informação oficial chegou às 20h24
Redação

Tópicos

Liga Portugal diz ter sido cumpridos os procedimentos divulgados no Plano de Retoma do Futebol Profissional para a época 2020-21

O Feirense - Chaves, da primeira jornada II Liga, foi esta sexta-feira adiado, num dia em que o conjunto flaviense revelou ter tido quatro resultados positivos a covid-19 no seu grupo de trabalho.

A Liga Portugal, através de comunicado, diz terem sido cumpridos os procedimentos divulgados no Plano de Retoma do Futebol Profissional para a época 2020-21. "Como foi tornado público, dois jogadores e dois treinadores da equipa técnica do GD Chaves, testaram positivo e, seguindo o protocolo validado pela DGS ainda na época passada, quando se deu a Retoma da Liga NOS, os elementos em causa foram imediatamente colocados em isolamento", pode ler-se.

O organismo conta depois o que sucedeu já perto das 20 horas, horário a que estava previsto o jogo começar em Santa Maria da Feira. "Face à indicação recebida pela Liga Portugal através do médico Rui Capucho, da ACES do Alto Tâmega e Barroso, pouco antes das 20 horas, o organismo que superintende o Futebol Profissional decidiu, de forma pró-ativa, retardar o início do encontro entre o CD Feirense e o GD Chaves da 1.ª jornada da LigaPro, pedindo uma informação oficial do sucedido. O relatório do Dr. Rui Capucho chegou, oficialmente e por escrito, à Liga Portugal às 20h24, dando indicação que as Autoridades de Saúde Regional e a Autoridade de Saúde Nacional decidiram que não estavam reunidas as condições para a realização do referido encontro".

A Liga finaliza considerando que existiam "condições para a realização do jogo, segundo o Plano de Retoma", finalizando que "perante o cumprimento da Lei 3 das Leis de Jogo, compromete-se, agora, a apurar os motivos que levaram à existência destes casos no plantel do GD Chaves".

Recorde-se que Já com as duas equipas prontas para começar a partida, o árbitro João Gonçalves recebeu uma chamada telefónica e deslocou-se durante breves instantes ao túnel de acesso ao relvado.

Na transmissão televisiva da Sport TV foi ainda possível ver os delegados da Liga Portuguesa de Futebol Profissional a falar ao telefone, juntamente com vários responsáveis dos dois clubes.

Já 27 minutos depois da hora prevista para o início do encontro, o árbitro apitou para que os jogadores recolhessem ao balneário, sem que tenha sido prestada qualquer informação oficial até ao momento.

COMUNICADO

Cumprindo o protocolo efetuado pela Liga e tendo como base as normas e procedimentos estabelecidos na orientação 036/2020 da Direção-Geral de Saúde, divulgados no ponto 8 do Plano de Retoma do Futebol Profissional para a época 2020-21, o CD Feirense e o GD Chaves realizaram testes à COVID-19 a todo o plantel, 48 horas antes do encontro marcado para a noite desta sexta-feira.

Como foi tornado público, dois jogadores e dois treinadores da equipa técnica do GD Chaves, testaram positivo e, seguindo o protocolo validado pela DGS ainda na época passada, quando se deu a Retoma da Liga NOS, os elementos em causa foram imediatamente colocados em isolamento.

Face à indicação recebida pela Liga Portugal através do médico Rui Capucho, da ACES do Alto Tâmega e Barroso, pouco antes das 20 horas, o organismo que superintende o Futebol Profissional decidiu, de forma pró-ativa, retardar o início do encontro entre o CD Feirense e o GD Chaves da 1.ª jornada da LigaPro, pedindo uma informação oficial do sucedido.

O relatório do Dr. Rui Capucho chegou, oficialmente e por escrito, à Liga Portugal às 20h24, dando indicação que as Autoridades de Saúde Regional e a Autoridade de Saúde Nacional decidiram que não estavam reunidas as condições para a realização do referido encontro.

A Liga Portugal, e apesar de existirem condições para a realização do jogo, segundo o Plano de Retoma e perante o cumprimento da Lei 3 das Leis de Jogo, compromete-se, agora, a apurar os motivos que levaram à existência destes casos no plantel do ​​​​​​​GD Chaves.