Demissões em bloco obrigam Arouca a processo eleitoral

Demissões em bloco obrigam Arouca a processo eleitoral

Administração da SDUQ e Direção do clube anunciaram a demissão, confirmou o presidente da Assembleia Geral do clube.

Carlos Pinho, presidente do Arouca - cargo que tinha no clube e na sociedade desportiva que geria a equipa profissional, demitiu-se, assim como o restante corpo diretivo do emblema recentemente despromovido da II Liga ao Campeonato de Portugal.

A notícia foi confirmada pelo presidente da Assembleia Geral arouquense, José Luís Alves, que anunciou eleições para todos os corpos gerentes do clube e da administração da sociedade desportiva (SDUQ) no próximo dia 29 de junho, que serão marcadas em reunião magna marcada para o próximo dia 7.

Após as eleições, o Arouca iniciará o processo de inscrição no Campeonato de Portugal, mantendo-se a direção demissionária em funções até esse momento.

José Luís Alves afirmou ainda não estar em curso nenhum pedido de insolvência da SDUQ do Arouca, embora admita a possibilidade de avançar para soluções que assegurem as finanças do emblema.