Autogolo no último lance do jogo resolve o Académica-Famalicão

Autogolo no último lance do jogo resolve o Académica-Famalicão

Famalicão venceu a Académica, no jogo de encerramento da 12.ª jornada da II Liga.

O Famalicão venceu a Académica, no jogo de encerramento da 12.ª jornada da II Liga, disputado no Estádio Cidade de Coimbra, com um autogolo apontado no último lance da partida. Jogavam-se os últimos instantes dos quatro minutos de compensação dados pelo árbitro, quando Zé Castro faz autogolo na sequência de um livre indireto, em que a bola foi lançada para a área da Briosa.

Tratou-se de um grande balde de água fria para os estudantes, que dispuseram das melhores oportunidades ao longo de toda a partida.

Na primeira parte, aos 20 minutos, Júnior Sena teve uma perdida escandalosa, depois de correr quase todo o meio-campo contrário isolado, atirando a bola por cima da trave.

Romário Baldé, aos 65 minutos, também teve o golo nos pés, mas o remate cruzado levou a bola à trave da baliza de Defendi, que, aos 84, viu o mesmo travessão devolver um cabeceamento de Marinho.

Num jogo equilibrado, o resultado foi muito penalizador para a Académica, que soma a quarta derrota do campeonato em casa, enquanto o Famalicão subiu à liderança.

Jogo no Estádio Cidade de Coimbra.

Académica - Famalicão, 0-1.

Ao intervalo: 0-0.

Marcador:

0-1, Zé Castro, 90+4 minutos (própria baliza).

Equipas:

- Académica: Ricardo Moura, Brendon, Yuri Matias, Zé Castro, Joel, Dias, Rúben Saldanha (Reko, 89), Jean Filipe, Júnior Sena, Romário Baldé e Djoussé (Marinho, 81).

(Suplentes: Peçanha, Marinho, Ki, Traquina, Mike, Reko e Rodrigo Vilela).

Treinador: João Alves.

- Famalicão: Defendi, Koffi (Anderson, 88), Ricardo, Ângelo, David Luís, Pathé Ciss, Hocko, Feliza, Fabinho (Filipe Oliveira, 88), Walterson (Sylla, 77) e Fabrício.

(Suplentes: Ricardo Fernandes, Capela, Jorge Miguel, Filipe Oliveira, Eduardo, Anderson e Sylla).

Treinador: Sérgio Vieira.

Árbitro: Marco Cruz (AF Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para David Luís (74), Ângelo (87), Marinho (90+1) e Fabrício (90+3).

Assistência: 3.214 espetadores.