Académico nega participação dos adeptos viseenses nos incidentes de Coimbra

Académico nega participação dos adeptos viseenses nos incidentes de Coimbra

Clube viseense reagiu aos incidentes registados após o jogo com a Académica através de comunicado.

O Académico de Viseu negou o envolvimento dos seus adeptos nos desacatos registados em Coimbra, após o jogo deste sábado com a Académica, referente à 20ª jornada da II Liga.

Através de comunicado, o emblema beirão afirmou ter entrado em contacto com o chefe da PSP de Coimbra, Dinis Almeida, que afiançou terem sido os adeptos da Académica a desencadear os incidentes que resultaram em dois feridos.

"Tendo a Administração do Académico de Viseu contactado o chefe da Policia de Segurança Pública do Comando Distrital de Coimbra, Dinis Almeida, veio a mesma confirmar a versão que já tinha presenciado no local. Segundo Dinis Almeida, foram os adeptos afetos à Académica, que terão, inclusive, sido identificados no local, que desencadearam os desacatos e arremessaram pedras na direção dos autocarros que transportavam os adeptos do Académico de Viseu, e que na verdade vieram a culminar com ferimentos de uma jovem que se encontrava no local e ainda outros eventuais danos em viaturas estacionadas junto do Estádio Cidade de Coimbra. A mesma fonte, informou esta Administração, que irá proceder à elaboração de um relatório público no qual irá mencionar os pormenores aqui relatados", pode ler-se na nota assinada pelo presidente da SAD do Académico, António da Silva Albino, publicada no Facebook do clube.