Interessava ao Rayo Vallecano, escolheu Portugal e deixou espanhóis intrigados

Interessava ao Rayo Vallecano, escolheu Portugal e deixou espanhóis intrigados
André Bastos

Tópicos

Currás foi o sétimo reforço anunciado pelo Académico de Viseu para a nova época e é aguardado com alguma expectativa por ter passado os últimos sete anos no Atlético Madrid.

Javier Currás Caballero foi o mais recente dos sete reforços já anunciados pelo Académico de Viseu, mas é, talvez, o que maior expectativa e curiosidade gera nos adeptos, devido ao facto de ter passado os últimos sete anos ao serviço do Atlético Madrid e de ter iniciado a formação no rival espanhol, o Real Madrid.

O médio, que também joga em posições mais adiantadas do terreno, chegou a ser recentemente apontado ao Rayo Vallecano, mas os viseenses anteciparam-se e viram o plantel às ordens de Pedro Ribeiro garantir o jovem talentoso de 19 anos, que participou em oito jogos da Youth League na época passada e apontou dois golos, com um deles, diante do Borussia Dortmund, a permitir a passagem dos colchoneros às meias finais da prova.

"A ausência de Javi Currás por castigo nas meias finais [derrota 5-0 com Salzburgo], prejudicou claramente a equipa de Fernando Torres. A sua condução e toque de bola deu muitas alegrias ao Atlético nos últimos anos", recordou o jornal "Marca" e também o "As", outro jornal de Madrid, assinalou a mudança de uma das pérolas da formação dos colchoneros para a II Liga portuguesa.
Nas redes sociais, o jogador despediu-se com emoção. "Esta foi a minha casa nos últimos sete anos e vou levá-la no coração. Vou defender sempre este escudo. Muito obrigado a todos pela oportunidade", escreveu Currás.