Exclusivo "Foi o primeiro ano em que nunca tive uma discussão acesa com um jogador"

"Foi o primeiro ano em que nunca tive uma discussão acesa com um jogador"
André Veloso Gomes | João H. Vieira (Edição de Vídeo)

Tópicos

ENTREVISTA - Luís Freire dividiu méritos da subida do Rio Ave com toda a estrutura, vincando que os jogadores foram os verdadeiros heróis. O técnico garante que nunca tinha visto um grupo assim na sua carreira.

Com a subida à I Liga e o título de campeão da II Liga no bolso, o treinador prepara-se agora para treinar no escalão principal, apesar de não ter habilitações para tal.

Na receção feita pela autarquia ao clube disse que os jogadores eram os verdadeiros heróis, mas qual mérito do treinador e da equipa técnica?
-Quem é capaz de interpretar o que é trabalhado são os jogadores. Por muito que o presidente queira e o treinador trabalhe, se eles não executarem não vamos ter sucesso. Claro que a equipa técnica tem mérito de dar um caminho, ter uma ideia de jogo e integrar todos na mesma, motivar, conseguir passá-la em treino e tocar os jogadores no sentido de evoluírem, contribuindo para a equipa com um sentimento de partilha. Não posso esquecer o tremendo trabalho da minha equipa técnica.