Estrela garante que vistoria de segurança foi a próprio pedido e da PSP

Estrela garante que vistoria de segurança foi a próprio pedido e da PSP
Redação com Lusa

Tópicos

A visita ao Estádio José Gomes acontece uma semana após o encontro entre os tricolores e o Benfica B, marcado por uma suposta agressão ao árbitro

O Estrela da Amadora, da Liga Portugal SABSEG, esclareceu hoje que as vistorias de segurança no Estádio José Gomes foram efetuadas a pedido da Polícia de Segurança Pública (PSP) e da própria administração.

"O C.F. Estrela da Amadora vem por este meio esclarecer que, a pedido da PSP e da administração do CFEA, foram feitas vistorias de verificação e melhoramento dos sistemas de segurança e controlo de acessos", frisaram os "tricolores", em comunicado.

A SAD amadorense disse também que "a comissão técnica de vistorias da Liga Portugal esteve presente a convite do próprio CFEA", acrescentando que manterão a "posição de defesa da segurança de todos os intervenientes do espetáculo desportivo".

Através de um comunicado no sítio oficial na Internet, a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) deu também conta da presença no Estádio José Gomes, em conjunto com a PSP, para averiguar a segurança do recinto do Estrela da Amadora.

"A Liga Portugal, através da sua Comissão Técnica de Vistorias, esteve esta manhã no Estádio José Gomes, da Reboleira, para acompanhar a visita da PSP ao recinto, de forma a ver quais os ajustes que o Estrela da Amadora necessita efetuar", informou a LPFP, através de um comunicado no sítio oficial na Internet.

A verificação da Liga de clubes e do departamento de segurança privada da PSP de Lisboa passou por "questões como a correta colocação das câmaras de CCTV [circuito fechado de televisão] e o posicionamento dos ARD [assistentes de recinto desportivo] nos jogos do Estrela da Amadora", explicou ainda a nota.

"Esta é uma questão à qual a Liga Portugal dá especial atenção. A segurança dos adeptos e dos protagonistas dos jogos está na primeira linha", concluíram.

A visita ao Estádio José Gomes acontece uma semana após o encontro entre a equipa "tricolor" e o Benfica B - vitória dos "encarnados" por 6-3 -, num jogo com várias polémicas, expulsões e agressões à equipa de arbitragem destacada para a partida.

O árbitro Miguel Nogueira relatou ao Conselho de Arbitragem da FPF a existência de agressões, o que levou aquele órgão a participar a ocorrência ao Conselho de Disciplina federativo, sendo que a LPFP e a Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol também vieram repudiar as agressões à equipa de arbitragem, apelando "à serenidade de todos os agentes desportivos".

Logo após o encontro, o clube da Reboleira contestou a arbitragem, tendo o diretor executivo, Marco Ferreira, anunciado que vai "agir criminalmente" contra o árbitro assistente Nuno Pereira, exigindo "um pedido de desculpas da Liga, do Conselho de Disciplina e da equipa de arbitragem".

O Estrela da Amadora ocupa o 12.º lugar na tabela classificativa da Liga Portugal SABSEG, com 16 pontos, recebendo na próxima segunda-feira o Casa Pia, segundo, com 27, no Estádio José Gomes, em encontro da 14.ª jornada do campeonato.