Estrela da Amadora resolveu a questão com quatro golos em 12 minutos

Estrela da Amadora resolveu a questão com quatro golos em 12 minutos
Redação com Lusa

Tópicos

Goleada por 4-0 frente ao Estrela da Amadora.

O Estrela da Amadora goleou este domingo o Académico Viseu por 4-0, num jogo da oitava jornada da Liga SABSEG resolvido nos primeiros 12 minutos, período em que os tricolores apontaram os golos.

Diogo Pinto foi o principal responsável pelo início demolidor da equipa da Reboleira, ao apontar um hat-trick, aos três, sete e 12 minutos, enquanto Paulinho foi o autor do outro tento, aos nove, contra um Académico de Viseu sem qualquer tipo de reação.

O resultado coloca o Estrela da Amadora na nona posição, com 11 pontos, mais um do que o Académico de Viseu, ultrapassado na tabela, figurando no 12.º lugar, com 10.

Início de sonho para uns e de pesadelo para outros, os primeiros 12 minutos da partida determinaram o desfecho da partida, num período de domínio completo do Estrela da Amadora, perante um adversário adormecido e abalado com os quatro golos sofridos.

O médio Diogo Pinto abriu a contagem logo aos três minutos, ao finalizar pela primeira vez na recarga a um primeiro remate de Paulinho, mas voltou a evidenciar-se quase de imediato, aos sete, fazendo o bis, em resposta a uma assistência de Diogo Salomão.

Se o 2-0 aos sete minutos já era surpreendente, mais ficou quando, aos nove, ainda com o público no Estádio José Gomes a festejar o golo anterior, Paulinho resgatou um atraso para o guarda-redes esloveno Gril e voltou a colocar a bola no fundo das redes.

O Académico de Viseu não conseguia responder à entrada intempestiva do conjunto amadorense, tendo visto Diogo Pinto a completar o "hat-trick" com apenas 12 minutos de jogo completados, em outro ressalto no interior da área, para euforia nas bancadas.

Embora Daniel Nussbaumer tenha falhado uma grande oportunidade aos 16, atirando ao lado, no primeiro ataque viseense à baliza contrária, os estrelistas não tiraram o pé do acelerador e podiam ter dilatado a vantagem, por André Duarte, de cabeça, aos 20, Madson, ao lado, aos 25, ou por Diogo Salomão, num disparo por cima, aos 33.

O descanso chegou e o Académico de Viseu procedeu a uma tripla substituição, sem efeitos práticos, pois, apesar de ter tido mais bola, foi o Estrela da Amadora que voltou a ameaçar, em remates perigosos de Afonso Figueiredo (50) e Sérgio Conceição (56).

Aos 68 minutos, o recém-entrado Tipote ganhou posição à frente de Gril e atirou ao poste, antecedendo uma enorme perdida do Académico de Viseu, aos 71, protagonizada por Paul Ayongo, que atirou com estrondo à trave, após primeira defesa de Nuno Hidalgo, na grande ocasião dos viseenses de conseguir um tento de "honra", que não apareceu.

Jogo no Estádio José Gomes, na Amadora.

Estrela da Amadora - Académico de Viseu, 4-0.

Ao intervalo: 4-0.

Marcadores:

1-0, Diogo Pinto, 03 minutos.

2-0, Diogo Pinto, 07.

3-0, Paulinho, 09.

4-0, Diogo Pinto, 12.

Equipas:

- Estrela da Amadora: Nuno Hidalgo, Sérgio Conceição (Tiago Melo, 71), André Duarte, Anthony Correia, Afonso Figueiredo, Mamadou Traoré, Diogo Pinto (Reko, 84), Chapi Romano, Diogo Salomão (Miranda, 84), Madson (Tipote, 58) e Paulinho (Lubega, 71).

(Suplentes: Anacoura, Tiago Melo, Matheus Dantas, Miranda, Reko, Miguel Rosa, Tipote, Bruno Gonçalves e Lubega).

Treinador: Ricardo Chéu.

- Académico de Viseu: Gril, Tiago Mesquita, Pedro Monteiro, Nuno Tomás, Luisinho (Famana Quizera, 46), Paná (Ericson, 46), Rentería (André Carvalhas, 80), Vítor Bruno, Paul Ayongo, João Vasco (André Claro, 69) e Daniel Nussbaumer (Fernando Ferreira, 46).

(Suplentes: Ricardo Janota, João Pica, Igor Milioransa, Ericson, Lúcio Fernandes, Fernando Ferreira, Famana Quizera, André Carvalhas e André Claro).

Treinador: José Gomes.

Árbitro: Hélder Carvalho (AF Santarém).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Madson (45), Paul Ayongo (89) e Fernando Ferreira (90+2).

Assistência: 3.117 espetadores.