Exclusivo De futebolista a pescador: "Bebia dois ou três copos de vinho antes dos jogos"

De futebolista a pescador: "Bebia dois ou três copos de vinho antes dos jogos"
André Veloso Gomes

Tópicos

VARZIM >> Zé Maria é exemplo do espírito dos que vestiram a camisola poveira. Aos 63 anos, tem a pesca e o mar a correr-lhe nas veias. Herói como jogador, agora como pescador

Entre lágrimas pelas lembranças da primeira vez que foi convidado para jogar no clube de coração e fazendo questão de tirar a foto com a camisola" mais bonita do mundo" sob chuva torrencial, no cais da Póvoa de Varzim, o seu habitat natural, rodeado de gaivotas e barcos, Zé Maria da "Música", alcunha herdada do pai, que tinha uma paixão por bandas filarmónicas, lembrou um ditado que ainda faz parte do seu quotidiano como pescador, profissão que continua a exercer até se reformar, em breve. "Gaivotas em terra, fome no mar", disse, nostálgico.