Ambição no Farense: "Agora vamos pegar de estaca na I Liga..."

Ambição no Farense: "Agora vamos pegar de estaca na I Liga..."
Hélio Nascimento

Tópicos

Lucca chegou em janeiro depois de época e meia no Belenenses, assumiu-se como titular e vibrou com a subida de um clube que considera histórico.

Lucca não podia estar mais satisfeito com a opção que tomou no mercado de janeiro, altura em que assinou pelo Farense. O médio brasileiro gostou do projeto apresentado pela SAD, através de "pessoas responsáveis" que lhe "deram logo conta do grande objetivo da subida".

O jogador participou em oito jogos, sempre como titular, até o campeonato ser interrompido. "Ajudei a equipa e sinto uma enorme honra. A II Liga acabou como todos sabemos, mas a nossa promoção foi totalmente justa".

Revelando que se adaptou bem e que não teve grandes problemas em assimilar os mecanismos da turma algarvia, Lucca reconheceu que estava "a subir de nível" quando a prova foi suspensa. "Cheguei numa fase menos boa, o que sucede com todas as equipas, mas tivemos cabeça para sair dessa situação e voltar às vitórias". Agora, com a I Liga à vista, o brasileiro já sonha com os grandes palcos. "A exigência é maior e os jogadores são bastante inteligentes. Na II Liga também há grandes profissionais, atenção, mas estou muito feliz por poder voltar ao escalão principal e logo com o Farense, um clube histórico".

O médio acredita que estão reunidas as condições para o Farense estabilizar na I Liga, onde, de resto, "vai pegar de estaca". "O projeto do presidente é sólido. E os adeptos estão constantemente a abraçar os jogadores", disse, referindo-se à "atmosfera incrível" do Estádio São Luís, o que, assegura, "marca pontos" a favor da equipa algarvia.

Em Portugal, recorde-se, Lucca já tinha jogado no Belenenses época e meia (40 jogos e quatro golos) e a sua saída, em janeiro, foi polémica. "Toda a gente sabe que não tive problemas no campo nem em matéria disciplinar. Foram outras questões...E a verdade é que quando saiu o Silas nunca mais joguei. É passado, já esqueci".