Mais de 5000 adeptos no jogo do Beira-Mar

Mais de 5000 adeptos no jogo do Beira-Mar
Jorge Maia Valente

Tópicos

Primeiro jogo da equipa aveirense no Estádio Mário Duarte, recuperado por adeptos e empresas, a contar para a 2ª divisão distrital de Aveiro.

O Estádio Mário Duarte recebeu ontem um "mar de gente" à moda antiga no regresso da equipa sénior de futebol do Beira-Mar a casa. Nem mesmo o tempo incerto, a ameaçar chuva que acabou por não "abençoar" a festa, afastou os beiramarenses. Mais de cinco mil espectadores, segundo o clube aveirense, encheram a bancada principal, parte do topo norte e a zona central da bancada nascente, fazendo reviver os "velhos tempos" do Beira-Mar. "Temos de agradecer a todos os voluntários e às empresas que ajudaram na recuperação do nosso estádio. O Beira-Mar não gastou um cêntimo nesta tarefa", disse, ontem, Nuno Quintaneiro Martins, presidente-adjunto do Beira-Mar, em declaração ao publico no estádio. A romaria começou ao inicio da tarde, com as cores do Beira-Mar visíveis em cachecóis e bandeiras nalguns carros, sinal de recuperação da mística e, principalmente, "da união da cidade ao clube", como enfatizou Nuno Quintaneiro Martins.

O momento chegou a arrancar umas lágrimas a alguns "veteranos", que andavam longe do clube, e que ontem voltaram a juntar-se ao emblema, em apoio manifesto a um clube que procura reerguer-se. O futebol sénior, agora na 2ª divisão distrital de Aveiro, recebeu a prova de que os sócios vão caminhar lado a lado com o plantel amador que, ontem, venceu o Macieira de Cambra (1-0)com golo de Mark Vale. Cílio Souza tentou, Rui Dolores mostrou que quem sabe não esquece, e Cristiano que ontem completou 39 anos, aplaudiu da bancada porque ainda espera certificado internacional.