Presidente da SAD do Vizela: "João Vítor? Não vem por causa do Rivaldo..."

Presidente da SAD do Vizela: "João Vítor? Não vem por causa do Rivaldo..."
Lino Devesas

Tópicos

Joaquim Ribeiro pretende apostar na formação do clube.

Joaquim Ribeiro, presidente da SAD, tem um projeto para toda a formação do Vizela, que em termos gerais visa a melhoria das atuais infraestruturas e construção de outras novas, assim como a evolução da capacidade de recrutamento e consequente evolução da qualidade das equipas dos vários escalões. Independentemente de apenas os sub-19 e sub-23 estarem integrados na SAD. E, neste contexto, há a registar a recente chegada de João Vítor, filho de Rivaldo, ex-jogador do Barcelona e da seleção do Brasil, para os sub-17, e a troca do treinador Nuno Braga por Tulipa, nos sub-23. No caso do jovem futebolista, ex-Guará, de S. Paulo, Joaquim Ribeiro espera que se trate de uma aposta de sucesso, até pelos genes.

"Acreditamos muito nas suas capacidades, uma vez que as informações são excelentes. Ele não vem por causa do Rivaldo, vem porque realmente tem qualidade. O Rivaldo tem amigos em Vizela e escolheu este projeto por se tratar de um projeto com todas as condições para potenciar as qualidades do seu filho. É um jogador que vai ter as oportunidades dos outros e acreditamos que num futuro próximo se transforme nem grande jogador profissional", acentuou, sublinhando que o objetivo é otimizar as camadas jovens do Vizela.

"A ideia é termos uma formação forte, robustecer e internacionalizar a marca Vizela. Queremos levar o Vizela a altos voos e para isso temos que começar de baixo. Durante o ano, ou próximo, vão surgir casos idênticos a este", referiu. Já quanto há restruturação efetuada no comando técnico dos sub-23, esclareceu que "a aposta no Tulipa nada tem nada a ver com a qualidade do treinador anterior, que tem competências, mas sim com o projeto predefinido, que queremos desenvolver. A formação vai ser constituída de forma criteriosa e para isso vamos ajudar no recrutamento", assinalou, acrescentando: "O Tulipa está preparado para este projeto. Conheço-o há muitos anos e já treinou vários clubes na formação. No futuro vamos ter jovens da formação a jogar na equipa principal."

E, a concluir, referiu que o objetivo para o futebol profissional "é consolidar o Vizela na I Liga, cimentar o seu estatuto nesta competição e passo a passo acrescentar novas metas". "No imediato vamos tentar ganhar jogo após jogo. Acreditamos na equipa, que tem qualidade, embira nem sempre os resultados tenham correspondido", frisou.