Lito Vidigal não baixa os braços: "Não sou homem de desistir, por isso é que vim para cá"

Lito Vidigal não baixa os braços: "Não sou homem de desistir, por isso é que vim para cá"

Declarações de Lito Vidigal, treinador do V. Setúbal, na flash interview da SportTV após a derrota caseira por 2-1 com o Famalicão.

Análise: "Quando aceitamos este desafio sabíamos que ia ser duro, ia ser difícil. Mas vamos acreditar que vamos ficar na I Liga. Há muitos pontos para disputar, vamos trabalhar e acreditar. É difícil, mas aqui ninguém desiste. A equipa tem vindo a crescer, dá tudo o que tem e temos de valorizar os jogadores, porque é um momento de pressão e atitude tem sido fantástica. Tem faltado sorte, não concretizamos as oportunidades que temos e temos de melhorar nos golos que temos sofrido. Quando falo de pouca sorte, falo da lesão do Guedes... não temos um plantel assim tão vasto e perder um jogador assim é duro. Conseguimos acabar com 11 jogadores, que é uma mensagem que tenho passado constantemente. Temos de evitar cartões desnecessários."

Jogar sem adeptos: "Não temos os adeptos em campo e isso era muito importante. Num jogo como este, a massa adepta iria puxar e ajudar os jogadores a acreditar. É um momento emocional que não é seguro e sentimos a necessidade de termos os adeptos connosco. Vamos lutar até ao último segundo, até ao último momento, pelo objetivo."

14 jogos sem vencer: "Tudo pesa. Esses jogos todos sem vencer, o momento de final da época... temos de ser fortes mentalmente. Eu acredito que isto vai ser decidido até ao último jogo e passo essa mensagem aos jogadores e adeptos. Não sou homem de desistir, por isso é que estou cá."