Jogadores sadinos apresentam "sintomas compatíveis com infeção viral"

Jogadores sadinos apresentam "sintomas compatíveis com infeção viral"

Médico dos sadinos explicou o quadro clínico.

Ricardo Lopes, médico do Vitória de Setúbal, explicou que o quadro clínico começou após o "jogo com o Famalicão", tendo vários jogadores começado a "apresentar sintomas mais compatíveis com uma infeção viral".

Nomeadamente, conforme especificou, houve "febre, sintomas gastrointestinais e também respiratórios, tendo o pico de doença ocorrido entre ontem (quarta-feira) e hoje (quinta)."

Ricardo Lopes assinalou em seguida: "Vários tiveram a necessidade de assistência hospitalar para medicação endovenosa, todos estão a fazer medidas de suporte e isolamento. A maioria não tem condições físicas para a curto poder ser exposto a situações de jogo."

"É um vírus atípico, com virulência alta. Quem não tem sintomas não quer dizer que não esteja afetado", prosseguiu Ricardo Lopes, explicando ainda: "O período habitual de recuperação é à volta de sete dias. Dos sintomas. Os índices físicos demorarão um pouco mais. E têm que estar isolados uns dos outros."

Quanto ao facto de o Sporting ter sugerido que o problema não seria impeditivo de jogarem, Ricardo Lopes respondeu: "De certeza que não foi o médico do Sporting a dizer isso."