Vitória de Setúbal 2019/20: esqueleto mantém-se por desfecho tranquilo

Vitória de Setúbal 2019/20: esqueleto mantém-se por desfecho tranquilo
Miguel Nunes Azevedo

Tópicos

Quebrar com a tradição e assinar uma época tranquila é o objetivo dos sadinos, depois de um defeso que trouxe poucas saídas e muito poder de fogo.

Depois de pré-épocas marcadas por autênticas revoluções no onze, o V. Setúbal entra em 2019/20 com a espinha dorsal da temporada anterior, na expectativa de que a química entre os jogadores seja uma mais-valia que possa finalmente trazer o final de época tranquilo que o clube há tanto procura.

Apesar de manter a maioria dos jogadores nucleares da última campanha, os sadinos voltaram a investir no mercado e asseguraram contratações para todos os sectores, trazendo de volta a Portugal nomes como Carlinhos, João Meira ou Hélder Guedes e abrindo as portas da Europa a jogadores como Vilela ou Khalid Hachadi. Para contornar as fragilidades financeiras, a SAD voltou a pescar na cantera e promoveu os sub-23 Valido, Leo Chão, Amâncio e Rodrigo Mathiola. Com quase 30 jogadores no plantel, a casa sadina ainda está por arrumar e são esperadas saídas até ao final do mês, bem como a chegada de mais reforços.

Sem derrotas em particulares, os sadinos esperam manter o ímpeto e entrar no campeonato com pé direito. Feliz por trabalhar sobre vitórias, o técnico Sandro Mendes já deixou o aviso: agora será a sério.

O JÓQUER

Hachadi para confirmar rótulo

Aos 21 anos, Khalid Hachadi terá no Bonfim a sua primeira experiência no futebol europeu. O avançado foi uma das contratações mais sonantes dos sadinos, num negócio que o tornou na contratação mais cara do clube, e as expectativas são altas para ver em ação o jogador que chega a Setúbal com rótulo de goleador. Para já, as exibições de Hachadi vão fazendo sombra às estatísticas. O marroquino marcou apenas por uma vez na pré-época, mas aproveitou as oportunidades para demonstrar alguns dos seus pontos fortes, como a visão, o jogo aéreo, a receção orientada e a facilidade em armar o remate. Muito ativo na frente do ataque, o internacional sub-23 tem dado trabalho aos defesas adversários e, se conseguir adaptar-se ao esquema de Sandro Mendes, parece ter tudo o que é necessário para fazer a diferença junto ao Sado.

NÚMERO: 3

Aos 32 anos, Zequinha está aí para as curvas. Os três golos que o extremo nascido em Setúbal e formado no Vitória marcou na pré-época mostram que está em forma para abordar mais uma temporada. No plantel, só Berto, 23 anos, fez igual.

PLANTEL 2019/20

Guarda-redes:

Maka ridze (V. Setúbal, GR)

Milton Raphael (V. Setúbal, GR)

João Valido (V. Setúbal, sub-23, GR)

Defesas:

Mano (V. Setúbal, LD)

Sílvio (V. Setúbal, LD)

Luís Cortez (V. Setúbal, LD)

Artur Jorge (V. Setúbal, DC)

Vasco Fernandes (V. Setúbal, DC)

Bruno Pirri (V. Setúbal, DC)

João Meira (Concordia Chiajna, DC)

João Serrão (Juventus, DC)

Baba Fernandes (V. Setúbal, DC)

André Sousa (V. Setúbal, LE)

Nuno Pinto (V. Setúbal, LE)

Médios:

Semedo (V. Setúbal, MD)

Vilela (Paraná, MD)

André Pedrosa (V. Setúbal, MD)

Nuno Valente (V. Setúbal, M0)

Carlinhos (Standard Liège, M0)

Tiago Castro (V. Setúbal, MO)

Mathiola (V. Setúbal sub-23, MO)

Éber Bessa (V. Setúbal, MO)

Leonardo Chão (V. Setúbal sub-23, MO)

Avançados:

Zequinha (V. Setúbal, AD)

Berto (V. Setúbal, AE)

Alex Freitas (V. Setúbal, AE)

Sekgota (V. Setúbal, AE)

Hachadi (Olympique Khouribga, AE)

Guedes (Al Dhafra, AV)

Mendy (V. Setúbal, AV)

Amâncio (V. Setúbal sub-23, AV)

Brian Mansilla (Racing, AV)

EQUIPA TÉCNICA

Treinador Sandro Mendes

Treinador adjunto Acácio Santos

Treinador adjunto Albert Meyong

Treinador adjunto Marco Tábuas

Treinador de GR Diego Silva

Preparador físico Martins Ventura

PRÉ-TEMPORADA

TOP GOLOS

Zequinha e Berto 3

TiagoCastro e Éber Bessa 2

MAIS PRESENÇAS NO ONZE TITULAR

Makaridze, Zequinha, Carlinhos 5