"Nunca disse que ficou mais forte com a saída do Gonçalo. Internem-me se dissesse isso"

"Nunca disse que ficou mais forte com a saída do Gonçalo. Internem-me se dissesse isso"

José Couceiro falou ainda da lesão de João Amaral e da prestação de André Pereira.

Jogo: "Sofremos três golos de bola parada, um de canto, outro de grande penalidade e outro de livre lateral, o que é pesado. Tivemos momentos em que estivemos melhor, outros em que perdemos concentração e cometemos erros. O 2-0 e o 3-0 são momentos que desequilibraram. O Braga entrou forte, marcou o primeiro, nós equilibrámos, mas sofremos o 2-0 e esse lance foi marcante para o jogo".

Golo: "Tentámos entrar no jogo novamente, mas cometemos um erro com o 3-0 e com o nosso golo já não conseguimos entrar no jogo, numa fase em que o Braga já estava a arrefecer o jogo".

A lesão de João Amaral: "Em princípio é só uma contratura, mas ele é um jogador que tem influência, os números falam por si, estava num bom momento e perdê-lo é jogar de forma diferente, o Arnold joga mais em velocidade e no espaço, o João mais em posse e em zonas interiores".

Gonçalo Paciência: "Quero também dizer que nunca disse que a equipa ficou mais forte com a saída do Gonçalo Paciência, como é óbvio, internem-me se dissesse isso".

André Pereira: "O André vem numa situação favorável, porque vem com ritmo, jogava na equipa B do FC Porto, já o Emrah já não joga há muitos meses e isso notou-se, estão em momentos diferentes, foi importante o André marcar, foi o primeiro golo dele na I Liga, mas perdemos o jogo".

Arbitragem: "Tenho opinião [sobre os lances duvidosos], mas não a vou dar, não vou falar sobre arbitragem, entendo que não resolve nada falar, assumimos as nossas responsabilidades independentemente de terceiros".

VAR: "Sou favorável ao videoárbitro (VAR) e vou ser sempre, mas outra coisa é a ação das pessoas que têm de decidir e isso não tem a ver com o instrumento em si. O nosso futebol tem de ser outro e não me interessa discutir isto agora, estou muito mais preocupado em discutir outras coisas, que o João Amaral esteja em condições. O Jorge Sousa é um dos grandes árbitros, falar agora não vai melhorar a ferramenta, tem de ser de uma forma muito mais profunda".