"Os favoritos têm de o demonstrar em campo"

 foto RUI MINDERICO/LUSA

O treinador do Vitória de Setúbal chamou os adeptos para ajudarem a vencer o Nacional.

Lito Vidigal frisou este sábado a importância do apoio dos adeptos no Estádio do Bonfim para ajudar a equipa a vencer no domingo o Nacional, na terceira jornada da I Liga.

Depois de terem estado 5.182 espetadores a assistir à partida da ronda inaugural em Setúbal (triunfo 2-0 sobre o Aves), o técnico manifestou, em conferência de imprensa, o desejo de ter ainda mais público nas bancadas.

"No primeiro jogo em casa tivemos cinco mil vitorianos a assistir. Foi muito importante para nós. Há vários anos que isso não acontecia na jornada de estreia. Há mérito da equipa, que tem puxado pelos adeptos. Gostaria de ter sete mil neste jogo. Precisamos dos vitorianos e de casa cheia. Dar-nos-ia uma força tremenda para ajudar a conseguir a vitória", vincou.

Lito Vidigal, que tem a equipa na máxima força, reconhece que as condições proporcionadas pelo Bonfim aos adeptos não são as adequadas, razão pela qual insiste no repto que lança aos vitorianos.

"Setúbal é uma cidade de futebol, há muitos vitorianos e queremos a presença deles. Sei que, ao nível de infraestruturas, o Vitória, entre os maiores clubes, é dos que está mais atrasado, por isso, sei que não é fácil ver um jogo no nosso estádio com sol. A nossa última vitória foi conseguida também muito pela presença dos adeptos", lembrou.

Após a derrota sofrida com o Sporting (2-1), o treinador do conjunto setubalense está apenas focado em reencontrar os êxitos frente aos madeirenses, que sofreram dois desaires nas duas primeiras jornadas.

"Esquecemos o jogo passado no primeiro treino da semana e começámos a preparar o próximo. O jogo com o Nacional é importante como todos os outros e queremos vencer. A atitude dos jogadores tem sido fantástica", sublinhou.

Questionado sobre os principais perigos que os insulares poderão criar, Lito Vidigal prefere referir o que os seus jogadores têm de fazer, recusando o estatuto de favoritismo antes de qualquer encontro.

"Respeitamos os adversários, mas estou sempre focado na minha equipa. Temos de saber o que queremos para este jogo, estar organizados, pôr em campo o que trabalhámos e ser mentalmente fortes. Os favoritos têm de o demonstrar em campo. Temos de pensar que podemos vencer e temos de trabalhar com essa intenção. Se o fizermos, estamos mais próximo de ganhar", disse.

No domingo, o Vitória de Setúbal defronta o Nacional, no Estádio do Bonfim, em Setúbal, pelas 16h00.