Reforço português para breve: Vitória negoceia "libertação" de jogador no estrangeiro

Reforço português para breve: Vitória negoceia "libertação" de jogador no estrangeiro

SAD vimaranense e Pepa já têm alvo identificado e negociações estão em marcha.

Sem novos dados em relação ao extremo Marcus Edwards, desejado pelo Sporting, ainda que sem propostas à vista, o Vitória de Guimarães deverá assegurar os primeiros reforços para a nova época na próxima semana.

Os alvos dos minhotos estão há muito identificados pela sociedade desportiva e pelo técnico Pepa, estando para breve a contratação de um jogador português que atua no estrangeiro. Ao que O JOGO apurou, há negociações avançadas com o clube ao qual o atleta ainda está ligado e o Vitória não quer perder mais tempo neste caso e noutros, uma vez que a pré-época arranca dentro de menos de duas semanas (25 de junho).

Por solicitação de Pepa, o grupo não contará mais do que 25 profissionais, o que pressupõe que vários atletas deixarão o clube ou serão emprestados, mas há lacunas por preencher da defesa até ao ataque, sendo prioritária a chegada de um médio-defensivo atendendo a que Wakaso deixou o clube.

Os minhotos continuam a apostar no regresso do espanhol Pepelu, habitual titular na época passada, e sabem que não estão sozinhos nesta corrida, podendo ser batidos até pelo Saragoça, da II liga espanhola. De acordo com o "El Periódico de Aragón", o clube espanhol será mesmo nesta altura o "principal candidato a reforçar-se" com o internacional sub-21, estando sobre a mesa de negociações com o Levante um pedido de empréstimo com opção de compra e uma proposta de aquisição do passe.

A vontade do jogador, interessado em voltar a exibir-se no principal escalão do futebol português, poderá, no entanto, jogar a favor de Pepelu, sendo este já sabedor de que dificilmente será reincorporado no Levante. Malsa, Radoja, Doukouré, Melero, Campaña e Bardhi são opções certas no clube de Valência e, por isso, o médio tem a porta aberta para partir.