Quaresma desejado pelo V. Guimarães: resposta deverá surgir nos próximos dias

Quaresma desejado pelo V. Guimarães: resposta deverá surgir nos próximos dias

Terminada a ligação aos turcos do Kasimpasa, Ricardo Quaresma está em condições de escolher clube como jogador livre. O extremo de 36 anos estuda propostas de Portugal, Turquia e Brasil.

O futuro de Ricardo Quaresma será conhecido em breve e poderá passar pelo Vitória de Guimarães. Em gozo de férias depois de ter terminado a ligação aos turcos do Kasimpasa, o extremo de 36 anos estuda convites de Portugal, Turquia e Brasil, estando o clube minhoto envolvido nesta corrida desde o começo desta semana, numa altura em que procura uma nova opção de qualidade para as alas, de modo a compensar a transferência de Davidson para o Alanyaspor (Turquia), a troco de um milhão de euros.

Houve um contacto direto com o internacional luso, um "velho" amigo de Tiago Mendes dos tempos em que ambos representavam a Seleção Nacional, e este comprometeu-se a dar uma resposta nos próximos dias.

Se aceitar o desafio que lhe foi endereçado, será um reforço de enorme peso, cheio de experiência internacional, para o jovem treinador. Com passagens por Sporting, Barcelona, FC Porto, Inter, Chelsea, Besiktas, Al-Ahli e Kasimpasa, Quaresma soma 23 títulos no currículo, incluindo uma Liga dos Campeões (ganha em 2009/10, pelo Inter) e um Campeonato da Europa (em 2016, por Portugal), e 80 internacionalizações pela principal seleção de Portugal, com dez golos marcados, podendo formar com Edwards e Bruno Duarte um interessante tridente ofensivo, não sendo de excluir que até o jovem internacional sul-africano Lyle Foster, por quem o Vitória pagou 1,2 milhões de euros ao Mónaco, beneficie, como titular, das preciosas assistências do antigo "Mustang" do Sporting que se tornaria no "Harry Potter" do FC Porto.

Em Guimarães, Quaresma poderá reencontrar ainda o central Jorge Fernandes, de quem foi companheiro na época anterior, ao serviço do Kasimpasa, e por certo não estranhará o ambiente fervilhante do Estádio D. Afonso Henriques, isto quando os adeptos voltarem aos estádios, depois de ter marcado presença em inúmeros jogos escaldantes da liga turca, ao longo de sete temporadas. A hora de tomar uma decisão aproxima-se e falta saber o que será determinante: a componente financeira ou a possibilidade de voltar a jogar em Portugal. Em abril de 2020, em declarações prestadas às plataformas digitais do FC Porto, o ala chegou a confessar o desejo de terminar a carreira no FC Porto; cinco meses depois, as circunstâncias poderão ter mudado e o Vitória está disposto a recebê-lo de braços abertos.