Loucura na receção aos heróis

Cerca de 10 mil vimaranenses esperaram esta madrugada a equipa do Vitória de Guimarães no Largo do Toural que teve uma receção apoteótica depois da conquista da Taça de Portugal.

Passava das duas horas da madrugada desta segunda-feira quando os heróis do Vitória de Guimarães que conquistaram, no Jamor, a Taça de Portugal, ao vencer o Benfica, por 2-1, chegaram ao Largo do Toural onde os esperavam, em ambiente de apoteose, cerca de 10 mil adeptos. Foi a loucura quando surgiu o autocarro, que levara o primeiro banho dos adeptos ainda nos arredores do centro da cidade, na rotunda à saída da auto-estrada, onde numa faixa de pano se podia ler: "A união faz o campeão".

Antes da chegada à praça do centro histórico, local reservado para os festejos pela conquista da primeira Taça de Portugal da história do clube, os futebolistas do Vitória de Guimarães deixaram o autocarro que o transportou desde o Jamor para desfilarem num descapotável. E eram 02h35 quando os heróis surgiram no Toural para serem homenageados por uma multidão que não arredou pé.

"Aquilo no Jamor foi limpinho, limpinho, limpinho...", referiu António Magalhães, presidente da edilidade vimaranense, na hora dos discursos, enquanto Júlio Mendes, presidente do clube, garantiu: "Vamos continuar a nossa caminhada e provar que ainda temos muitas cartas a dar". Alex, sem ficar indiferente ao ambiente que se vivia, confessava: "Hoje, somos o povo mais feliz do mundo, porque ao fim de 90 anos conquistamos aquilo com que sempre sonhámos".

Rui Vitória, o treinador que levou o Vitória de Guimarães vencer a Taça de Portugal, disse à multidão: "Sempre quis que isto fosse uma família alargada. Hoje, no Jamor, foi mágico. Estou muito orgulhoso de treinar este clube". E depois revelou o grito de guerra da equipa: "O que é que nós somos? Vitória! Vitória! Vitória! E o que é que nós queremos? Ganhar! Ganhar! Ganhar!".

Este segunda-feira, às 17h30, a equipa do Vitória de Guimarães vai ser recebida na Câmara Municipal da cidade.