Léo Bolgado e Jota Silva na lista de reforços do V. Guimarães

Léo Bolgado e Jota Silva na lista de reforços do V. Guimarães

Reforços virão maioritariamente da formação e de escalões inferiores, à semelhança de Matheus Índio (Trofense). Bolgado tem pretendentes no estrangeiro e Santa Clara ronda Jota.

Léo Bolgado e Jota Silva estão na lista de reforços do V. Guimarães. Apreciados por Pepa, ambos deram nas vistas na Liga SABSEG, no Leixões e Casa Pia, respetivamente. O JOGO sabe que a SAD já encetou contactos pela dupla, no entanto tem a concorrência de outros emblemas.

Bolgado, central brasileiro de 23 anos, representou o Leixões, esta temporada, emprestado pelo Coimbra-MG, do Brasil. Fez cinco golos em 35 jogos e assumiu-se como um dos imprescindíveis de José Mota. Contudo, ganhou mercado no estrangeiro. A concretizar-se o negócio, a SAD leixonense terá direito a uma percentagem da transferência do jogador que em Portugal também passou por Alverca e pelos sub-23 da Académica.

Já Jota Silva, extremo do Casa Pia de 22 anos, foi o melhor marcador dos lisboetas (11 golos) na campanha de regresso à Liga Bwin, 83 anos depois da única participação no escaláo máximo do futebol português. Com contrato até 2023, o ala, que também somou três remates certeiros na Taça de Portugal e quatro assistências em toda a competição, é igualmente disputado pelo Santa Clara, para além da vontade dos casapianos de manterem um dos jogadores mais importantes na bem sucedida campanha na II Liga.

Trata-se de dois alvos com um perfil semelhante ao de Matheus Índio (Trofense). Ora, a Direção liderada por António Miguel Cardoso vai reduzir o orçamento, por forma a cumprir com todas as obrigações de uma SAD a atravessar um delicado período financeiro, e pretende apostar em jogadores com provas dadas nos escalões inferiores. Anderson (ex- Beijing, China) é, por agora, uma das exceções, dado que estava sem clube e assinou numa operação a custo zero, depois de um ano na China. E, para uns entrarem, outros terão de sair, especialmente os salários mais elevados