João Alves esteve no último triunfo sobre o Benfica: "Estava um ambiente de jogo grande..."

João Alves esteve no último triunfo sobre o Benfica: "Estava um ambiente de jogo grande..."

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

João Alves foi titular, em 2012, no último triunfo contra o Benfica, para o campeonato. Antigo médio recorda que, há dez anos, o Benfica também tinha uma grande equipa e grandes jogadores, mas o V. Guimarães ganhou, por 1-0, com um golo do brasileiro Marcelo Toscano.

O V. Guimarães não ganha ao Benfica há dez anos, em jogos a contar para o campeonato, e sábado vai tentar colocar um ponto final nesse jejum. O último triunfo aconteceu a 20 de fevereiro de 2012, na cidade-berço, tendo Marcelo Toscano marcado o único golo do jogo. O avançado tinha então 27 anos e ainda joga, no Paysandu, na Série C do Brasil.

João Alves era titular no meio-campo dessa equipa que venceu o Benfica e, na época seguinte, já não estava no plantel que conquistou a Taça de Portugal, contra o Benfica. O antigo médio, atualmente com 42 anos, recorda-se bem desse triunfo.

"Nesse ano o Benfica tinha uma equipa com muita qualidade", destaca João Alves a O JOGO, numa referência a um onze com Artur Moraes, Maxi, Luisão, Garay, Emerson, Matic, Aimar, Gaitán, Nolito, Rodrigo e Óscar Cardozo, já para não falar de Witsel, que estava no banco. "Nós também tínhamos um grupo com muita experiência e também com qualidade, além de que estávamos a jogar um bom futebol. O Benfica sentiu muitas dificuldades e vencemos", lembra o antigo médio que passou ainda por Chaves, Braga, Sporting, Omónia (Chipre), Académico de Viseu e Freamunde.

João Alves recorda-se como se fosse hoje das bancadas bem compostas, com 19 052 espectadores. "Estava um ambiente próprio de um jogo grande, mas, em Guimarães, já é normal, porque o público está sempre a puxar pela equipa, e sentimos esse apoio", recorda, admitindo ainda que "esses jogos mexem sempre com os jogadores, até porque o Benfica traz sempre muito público."

E se, há dez anos, as dificuldades eram muitas e o Vitória ganhou, sábado a história pode repetir-se. É essa a convicção de João Alves. "Os jogadores do Vitória estão conscientes das dificuldades, mas o conselho que lhes dou é que desfrutem e que façam tudo para vencer. É uma equipa com qualidade para se bater com o Benfica, apesar de ser um adversário que vem de uma série positiva e que ainda não perdeu. Para o Benfica também vai ser um jogo muito complicado", avisa, apelando ao desportivismo. "Como adepto, espero que o Vitória ganhe e que seja um bom jogo de futebol, sem casos dentro do relvado e sem incidentes fora do estádio."

O antigo médio acredita no triunfo e no trabalho de Moreno, certo de que o treinador do Vitória "tem a sua ideia de jogo e não vai fugir desse padrão". "Não vai adaptar-se ao jogo do Benfica", perspetiva, confiante no sucesso do treinador de 41 anos. "O Moreno conhece os cantos à casa. Teve esta oportunidade e tem de agarrá-la. Tem o mérito de treinar a equipa principal do Vitória e acredito que, se tiver condições e se tiverem paciência, ele vai ter sucesso no Vitória", reforça.

Filho joga nos infantis do Benfica

Natural de Chaves, João Alves ficou a residir em Guimarães. Tornou-se sócio do Vitória, assim como a mulher e os três filhos. O mais novo, Lourenço Alves, já segue as pisadas do pai e joga nos infantis do Benfica. Por estar em Lisboa, o miúdo não vai ao Estádio D. Afonso Henriques assistir ao jogo com os encarnados, mas o resto da família vai estar nas bancadas a apoiar a equipa treinada por Moreno Teixeira. A paixão pelo futebol manteve-se, é certo, mas João Alves dedica-se agora ao ramo da construção e do imobiliário.