"Não conseguimos controlar os orçamentos, isso não"

"Não conseguimos controlar os orçamentos, isso não"

Declarações de Sérgio Conceição, técnico do Vitória de Guimarães, no final do encontro contra o Sporting que terminou empatado, a contar para a 24ª jornada da I Liga.

O lance final: "Se olharmos para o que o Sporting é como equipa, muito organizada, um grande, o líder, é normal que não tivéssemos muitas oportunidades de golo. Neste lance final anda não vi se foi penálti. Não foi um jogo muito espetacular."

Equipa fabulosa: "Foi sim um jogo de grande intensidade e de grande entrega. Mostrámos muita vontade. Nesta jornada fomos a equipa com a média de idades mais jovem. É algo de salientar. Vitória e Sporting são equipas com diferentes ambições, diferentes orçamentos e isso não conseguimos controlar. Jogámos contra uma equipa cheia de internacionais e com um grandíssimo treinador. Os meus jogadores foram fabulosos, fantásticos."

Empate: "Algumas vezes saímos com critério e qualidade, mas houve desgaste defensivo na parte final que causou que houvesse alguma falta de discernimento no último terço. Penso que em termos gerais os meus jogadores mereceram este empate. É o nono jogo sem perder e os adeptos entendem que a equipa está diferente, eles entendem isso. Os meus jogadores estão de parabéns e não falo só dos onze que jogaram, dos três que entraram, dos que não jogaram e dos que ficaram em casa. Somos uma família em sintonia com o público."

Erros: "Trabalhamos para melhorar, para não repetir erros. Em termos de organização sabemos o que temos de fazer. Há sempre aspetos a melhorar. Somos os eternos insatisfeitos. Não podemos dissociar a atenção defensiva da ofensiva. É uma equipa jovem e temos que pensar que o jogo tem 90 e tal minutos."

Jorge Jesus: "Foi uma pessoa importante no meu inicio de carreira de jogador. Temos vários pontos em comum mas não é só entre as nossas equipas, são todas. Equipas que jogam curtas, com linhas baixas, que não dão espaço ao adversário, que nunca se desequilibra. Mas todas as equipas têm qualidade a defender e a atacar."