"Pode-se dizer que falhámos por completo o objetivo"

"Pode-se dizer que falhámos por completo o objetivo"

Luís Castro comentou o empate do Vitória de Guimarães frente ao Nacional, por 2-2.

Jogo: "Pelo facto de termos perdido dois pontos na parte final do jogo, pode-se dizer que falhámos por completo o objetivo. Ao longo de todo o jogo, tivemos sempre a baliza do Nacional como objetivo de chegada. Essa foi a grande virtude da equipa ao longo do jogo. Teve de defender quando o Nacional o obrigou, mas nunca deixou de sair para o ataque".

Exibição: "Chegámos com naturalidade ao 2-0, mesmo com muitos minutos a jogar com menos um. E foi de forma inesperada que sofremos os dois golos nos últimos minutos. Retardámos ao máximo a saída do [Alexandre] Guedes, que estava diminuído fisicamente. Não se notou em campo que estávamos com menos um jogador, devido ao grande sacrifício, ao grande compromisso e ao grande espírito de união dos jogadores".

Resultado: "Entrámos para a jornada a não dependermos de nós para chegarmos ao quinto lugar e passámos a depender de nós. Mas queríamo-lo fazer através do caminho da vitória e não de um empate bastante amargo, face àquilo que se passou."