"Quando não há grande experiência nestas competições...", recorda Pedro Martins

"Quando não há grande experiência nestas competições...", recorda Pedro Martins

O treinador do V. Guimarães, Pedro Martins, abordou o empate com o Konyaspor (1-1), em jogo da sexta jornada da fase de grupos da Liga Europa

Análise à partida: "Nos primeiros 30 minutos, não estivemos bem. Há um grande golo que faz a diferença, mas o jogo esteve sempre equilibrado. Os últimos 15 minutos [da primeira parte] foram diferentes, criámos desequilíbrios. Na segunda parte, foi diferente. Tivemos mais posse de bola, remates, mais alma para chegar a outro resultado. O adversário jogou no nosso erro e em muitos momentos não quis disputar o jogo. O grupo deu tudo. Acabámos o jogo na máxima exaustão. Estou triste porque não conseguimos a vitória, mas sobre a dedicação não há nada a apontar".

Experiência: "Quando não há grande experiência nestas competições, normalmente há no início algum receio. É uma competição diferente, essa maturidade vem com esta participação. Estamos mais coesos, mais fortes, incisivos e a segunda parte é prova disso. Conseguimos virar o jogo nesse momento. Há este crescimento e é para continuar".

Dependente de terceiros: "Não dependíamos só de nós. Mesmo que tentasse dizer aos atletas para se abstraírem, é difícil. A equipa tem vindo a crescer. Isto não vai afetar minimamente. Deveríamos ter feito mais. Há momentos e detalhes que nos foram fatais, mas fomos dignos. Demonstrámos bons momentos e bom futebol".

Mais preparado: "Não me canso de dizê-lo. É um facto. Mas vamos trabalhar para voltar com a equipa mais experiente e capaz".

Rafael Martins: "Está numa fase com alguns problemas musculares. Não tem trabalhado na sua plenitude. Tivemos o condicionamento do Vigário. Cabe-nos resolver estes problemas para a que a equipa esteja mais desenvolta".