Luís Castro: "Foi um campeonato muito duro, com momentos muito difíceis"

Luís Castro: "Foi um campeonato muito duro, com momentos muito difíceis"

Treinador do Vitória de Guimarães fez a antevisão ao encontro com o Moreirense.

Quinto lugar: "Vamos para este jogo com vários objetivos. O primeiro é tentar ganhar, fazendo um bom jogo, depois queremos atingir o quinto lugar e, por fim, projetamos fechar a época das melhor forma possível. Queremos conquistar mais um lugar, acima daquele em que nos encontramos"

O Moreirense: "É uma equipa que tem sido fiel à sua filosofia desde o princípio da época, construindo bem a partir de trás e explorando a linha defensiva dos adversários. Depois também tenta construir por fora para servir quem aparece por dentro. É um adversário muito competente e que está a fazer um campeonato muito meritório. Será um jogo de dificuldade elevada".

Empate serve ao Moreirense: "Jamais irei perceber que alguma equipa jogue para empatar. O Moreirense vai ser igual ao que tem sido da mesma forma que o Vitória será igual ao que tem sido".

Jogo diferente, como uma final? "Uma equipa só deve ter um comportamento diferente se não estiver bem ao longo da época. É certo que nem sempre estivemos bem, em alguns jogos até roçámos o mau, mas também estivemos muito bem em muitas outras partidas, jogando sempre com grande vontade. Não vamos fugir à nossa vontade de conquistar os três pontos, foi sempre assim. Encaro, de resto, todos os jogos como finais, porque cada um pode ser o meu último jogo".

Ausências de Florent (lesionado) e Tozé (castigado): "Os jogadores disponíveis estão prontos para ir a jogo. E o futebol também é um jogo de vontades. Achamos que temos jogadores suficientes para irmos para este jogo com serenidade. Ao longo da época demonstrámos algumas instabilidades e sei bem do que estou falar, mas algumas ausências foram sempre ultrapassadas. Foi um campeonato muito duro, com momentos muito difíceis, mas conseguimos sempre ultrapassá-los. Vamos para este jogo confiantes".