Premium Fizemos as contas e chegámos a uma conclusão: Luís Castro só tem de fazer os trabalhos de casa

Fizemos as contas e chegámos a uma conclusão: Luís Castro só tem de fazer os trabalhos de casa

Nas últimas quatro épocas, com um campeonato de 34 jornadas, o quinto classificado obteve uma pontuação entre os 51 e os 55 pontos.

O bom rendimento do Vitória em casa pode ser suficiente para a obtenção de um lugar que dê acesso às competições europeias. Olhando para as últimas quatro épocas, ou seja, desde que o campeonato voltou a ter 34 jornadas, o passaporte internacional foi carimbado com uma pontuação que variou entre os 51 e os 55 pontos. Ora, se se fizer um exercício em que a equipa de Luís Castro ganhe todos os jogos em casa até ao fim da temporada, e mesmo perdendo em todas as deslocações, o resultado será uma classificação com 54 pontos, que tem sido mais do que suficiente para garantir o quinto posto.

A par do Moreirense (não inscrito nas competições europeias), o Vitória é a quarta equipa com mais triunfos em casa (sete) e a segunda com menos derrotas na mesma condição (duas, frente ao Feirense e Benfica); por outras palavras, em 36 pontos possíveis, o conjunto vitoriano alcançou 24. Atendendo ao melhor rendimento da equipa no D. Afonso Henriques, em contraponto aos 15 pontos alcançados fora em 39 possíveis, o calendário até ao fim da época é favorável ao Vitória, com cinco jogos na condição de visitado e quatro como visitante. E uma das receções será ao Belenenses, na penúltima jornada, equipa que também está na luta pelo quinto e sexto lugares.