"Derrotas ou golos sofridos? A nossa única preocupação é vencer o próximo jogo"

"Derrotas ou golos sofridos? A nossa única preocupação é vencer o próximo jogo"

João Henriques em antevisão ao jogo frente Tondela, em Guimarães, agendado para as 17h30 de domingo.

Efeito da pausa no campeonato: "Tivemos duas semanas boas de trabalho. Agora temos pela frente um ciclo de dez jogos e deu para nos focarmos nos nossos objetivos, que passa por conquistar os três pontos jogo a jogo. A equipa preparou-se bem para conquistar os três pontos diante do Tondela. Todo o grupo está muito focado e isso agrada-me. Respira confiança".

Salvaguardar o sexto lugar ou atacar o quinto? "A equipa está focada no próximo jogo e nele não podemos conquistar nove pontos. Não vale a pena olhar para o campeonato de outra forma. Vamos continuar a encarar o resto da época jogo a jogo, olhando somente para aquilo que podemos controlar e vencendo cada uma das partidas que temos pela frente. O jogo com o Tondela é o mais importante porque é já amanhã. Vamos respeitar o adversário, como fazemos com todos, olhando para as nossas competências e para aquilo que temos que fazer para conquistarmos mais três pontos. Depois veremos se nos aproximamos ou não da equipa que vai à nossa frente. Não nos compete estar a olhar para os jogos dessa equipa, temos é que olhar exclusivamente para os nossos".

O que preocupa mais: as últimas três derrotas consecutivas ou o facto de a equipa ter sofrido oito golos nesses jogos? "A nossa única preocupação é vencer o próximo jogo, de preferência com a baliza a zero. Isso é que dará confiança à equipa, permitindo que esta olhe para o próximo ciclo de jogos com positivismo, somando pontos e a galgar a classificação. É esse o nosso foco. Analisámos o que ficou para trás e agora está fechado. Temos que olhar para a frente, olhando para cada jogo sempre com o objetivo de ganhar e não sofrer golos".

O futuro como treinador no clube e a prioridade de melhorar a situação da equipa, conforme definiu o presidente Miguel Pinto Lisboa em entrevista: "Temos que nos focar naquilo que nós pretendemos no presente: conquistar os pontos suficientes para atingir os objetivos. Esse é o nosso único foco, não estamos preocupados com absolutamente mais nada. O grupo de trabalho e a administração da SAD estamos todos envolvidos no mesmo objetivo, em ganhar jogo a jogo. Pragmaticamente falando, não queremos sofrer golos, queremos marcar golos e queremos conquistar pontos. Tudo o resto será falado, a seu tempo".

Equipa com princípios: "É isso que fazemos a cada semana que passa, dando mais ferramentas aos jogadores. Queremos ter princípios bem consolidados, de modo a sabermos o que devemos fazer em cada momento de um jogo. É isso que faremos para ultrapassar o Tondela, independentemente do sistema que será utilizado".