Bruno Varela diz que os penáltis sobre Taremi em Guimarães foram bem assinalados

Bruno Varela diz que os penáltis sobre Taremi em Guimarães foram bem assinalados

Guarda-redes do V. Guimarães comentou, em entrevista ao Canal 11, os dois lances polémicos do encontro da ronda 29 do campeonato.

Bruno Varela, guarda-redes do V. Guimarães, foi entrevistado na noite desta quarta-feira pela Canal 11 e falou sobre as duas grandes penalidades no jogo com no FC Porto, em casa do clube minhoto, na ronda 29 do campeonato. O guardião considera que os lances foram bem ajuizados.

"Analiso sempre os jogos mal chego a casa. Depois, no primeiro dia, faço a análise junto do treinador de guarda-redes. Neste lance [ primeiro penálti], foi o que falámos entre eu e ele, eu não estava bem posicionado. Estava na esperança de o Taremi não dominar a bola, mas ele controla. Depois tive tempo de voltar para a baliza, acabei por não voltar, fiquei a meio caminho e esse meio caminho é que me faz decidir sair. A primeira coisa que pensei é que ia chegar primeiro, mas a meio caminho arrependi-me. Isto foi muito discutido, mas eu, sendo honesto, se fosse o meu avançado a sofrer esta falta, para mim era penálti. Aceito o penálti. Fez o trabalho dele, eu é que não devia ter abordado o lance dessa maneira", afirmou.

Taremi converteu o castigo máximo e fez o único golo do jogo. No segundo tempo, voltou a dipôr de um penálti, mas falhou. "Se fosse o meu avançado, o Oscar [Estupiñán] ou o Bruno [Duarte], eu aceitaria penálti. Não vale a pena haver hipocrisia. Ele foi rato, como dizemos. Ele faz isto muito bem. Eu próprio fiquei frustrado, porque tinha isto estudado e tinha visto vários lances do Taremi. Mas no jogo são decisões que temos de tomar. Quando ele toca na bola, eu já estava a levantar os braços, porque sabia que ele vinha contra o meu joelho. Ele procurou em demasia, mas aceito o penálti", observou.

Veja os lances em causa: